Mercado fechado

Índices da China avançam com redução dos temores sobre conflito no Oriente Médio

XANGAI (Reuters) - Os índices acionários da China fecharam em alta nesta quinta-feira, apagando as perdas da sessão anterior, uma vez que as tensões no Oriente Médio foram mitigadas após declarações dos Estados Unidos e do Irã.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 1,27%, enquanto o índice de Xangai teve alta 0,91%.

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou na quarta-feira que o país não tem que responder militarmente ao ataque do Irã, enquanto o ministro das Relações Exteriores iraniano, Mohammad Javad Zarif, disse que os ataques "concluíram" a retaliação de Teerã.

Os investidores também viram com otimismo dados mostrando que a inflação ao consumidor na China se estabilizou enquanto os preços nos portões de fábrica recuaram a um ritmo mais lento em dezembro, dando a Pequim espaço para manter o afrouxamento monetário conforme o crescimento econômico esfria.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,31%, a 23.739 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,68%, a 28.561 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,91%, a 3.094 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,27%, a 4.164 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 1,63%, a 2.186 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 1,30%, a 11.970 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,05%, a 3.247 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,83%, a 6.874 pontos.