Mercado fechado

Índices acionários da China despencam com intensificação da tensão EUA-China

·1 minuto de leitura

XANGAI (Reuters) - Os índices acionários da China despencaram nesta sexta-feira e terminaram a semana com perdas, conforme os investidores temem uma intensificação nas tensões entre Pequim e Washington após a China ordenar que os Estados Unidos fechem seu consulado em Chengdu em uma resposta retaliatória.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 4,39%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 3,86%.

O índice de start-ups ChiNext despencou 6,1%, enquanto o recém-lançado STAR 50 caiu 7%.

O Ministério das Relações Exteriores da China disse que determinou nesta sexta-feira que a embaixada dos EUA feche seu consulado na cidade de Chengdu, dias depois de Washington ordenar o fechamento do consulado chinês em Houston.

"A queda do mercado se deve principalmente a preocupações sobre a escalada das tensões sino-americanas", disse Zhang Gang, analista do China Central Securities.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei permaneceu fechado.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,21%, a 24.705 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 3,86%, a 3.196 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 4,39%, a 4.505 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,71%, a 2.200 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,88%, a 12.304 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 1,26%, a 2.579 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 1,16%, a 6.024 pontos.

(Reportagem de Luoyan Liu e Andrew Galbraith)