Mercado fechará em 2 h 38 min
  • BOVESPA

    129.996,93
    -211,03 (-0,16%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.878,71
    -150,83 (-0,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,07
    +1,19 (+1,68%)
     
  • OURO

    1.854,90
    -11,00 (-0,59%)
     
  • BTC-USD

    40.346,98
    +327,95 (+0,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.004,73
    -5,87 (-0,58%)
     
  • S&P500

    4.244,44
    -10,71 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.267,93
    -125,82 (-0,37%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.045,00
    -79,75 (-0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1574
    +0,0259 (+0,42%)
     

Índice de Preços ao Produtor (IPP), encerra mês de abril em 1,89%

·1 minuto de leitura

A inflação de produtos industrializados, medida pelo Índice de Preços ao Produtor (IPP), encerrou o mês de abril em 1,89%. A taxa é inferior à registrada em março, que ficou em 4,63%. Na comparação mês a mês, o resultado de abril é o 21 IPP positivo consecutivo.

A pesquisa, divulgada nesta terça-feira pelo IBGE, mede a variação dos preços de produtos na “porta da fábrica”, sem levar em conta os impostos e frete, de 24 atividades das indústrias extrativas e de transformação.

Analista da pesquisa, Murilo Alvim destaca que a desaceleração registrada no mês avaliado está relacionada à queda no preço do dólar.

Por outro lado, houve alta de preço em 18 das 24 atividades pesquisadas. Destaque para produtos químicos, alimentos, metalurgia e metal.

De acordo com o levantamento, o setor de alimentos foi afetado principalmente pela alta da soja e seus derivados, assim como pelo aumento das carnes bovina e de aves, que tiveram uma maior demanda externa.