Mercado abrirá em 9 h 25 min
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,44
    -0,02 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.763,00
    -3,80 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    63.226,25
    +549,44 (+0,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.402,37
    +21,43 (+1,55%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    6.983,50
    +43,92 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    28.820,51
    +27,37 (+0,10%)
     
  • NIKKEI

    29.682,66
    +39,97 (+0,13%)
     
  • NASDAQ

    13.976,50
    -37,50 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7108
    -0,0103 (-0,15%)
     

Índice do ISM para indústria dos EUA chega a máxima de 37 anos em março

Lucia Mutikani
·1 minuto de leitura

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - Uma medida da atividade industrial dos Estados Unidos saltou para o nível mais alto em mais de 37 anos em março diante do forte crescimento das novas encomendas, no sinal mais claro até agora de que o esperado boom econômico está provavelmente em curso.

O Instituto de Gestão do Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) informou nesta quinta-feira que seu índice de atividade do setor industrial saltou a 64,7 no mês passado de 60,8 em fevereiro. Foi a leitura mais alta desde dezembro de 1983.

Leitura acima de 50 indica expansão da manufatura, que responde por 11,9% da economia dos EUA. Economistas consultados pela Reuters projetavam alta do índice a 61,3 em março.

A pandemia de Covid-19, que já dura um ano, aumentou a demanda por bens.

A medida na pesquisa do ISM sobre os preços pagos ficou perto da máxima desde julho de 2008. O subíndice de novas encomendas saltou a 68,0 em março, leitura mais alta desde janeiro de 2004 e ante 64,8 em fevereiro.

As fábricas também receberam mais encomendas de exportação.