Mercado fechará em 2 h 53 min
  • BOVESPA

    118.491,98
    +1.111,48 (+0,95%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.731,81
    -394,70 (-0,87%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,62
    -0,15 (-0,28%)
     
  • OURO

    1.852,20
    -3,00 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    31.995,29
    -46,14 (-0,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    640,04
    -7,29 (-1,13%)
     
  • S&P500

    3.858,58
    +3,22 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    30.981,70
    +21,70 (+0,07%)
     
  • FTSE

    6.663,66
    +24,81 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.546,18
    -276,11 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.508,50
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5029
    -0,1333 (-2,01%)
     

Índice hesita na abertura em sessão com vencimentos e Fed

·1 minuto de leitura
Sede da B3

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista refletia certa hesitação na abertura desta quarta-feira, marcada por vencimentos de opções sobre o Ibovespa e do índice futuro, tendo no radar desfecho da última reunião de política monetária do banco central dos Estados Unidos de 2020.

Às 10:04, o Ibovespa operava estável, a 116.149,80 pontos.

Na véspera, o Ibovespa fechou em alta de 1,34%, a 116.148,63 pontos, máxima de fechamento desde 19 de fevereiro, passando a mostrar performance positiva de 0,44% no ano.

A expectativa é de que Federal Reserve mantenha sua principal taxa de juros 'overnight' fixada perto de zero, em decisão que será conhecida às 16h (horário de Brasília) e seguida por fala do chairman Jerome Powell meia hora depois.

Investidores também esperam que o Fed ofereça primeiro vislumbre sobre como a vacina contra coronavírus mudou o cenário econômico dos Estados Unidos, e se empresas, trabalhadores e famílias precisam de mais ajuda do banco central.

No exterior, os preços do petróleo mostravam quedas discretas e o dólar recuava em relação a uma cesta de moedas, enquanto os futuros acionários nos EUA mostravam elevação, assim como as bolsas na Europa.

A B3 também divulgou nesta quarta-feira a segunda prévia do Ibovespa que irá vigorar nos primeiros quatro meses de 2021, na qual manteve a entrada de Copel, Eneva, JHSF e Unidas.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

(Por Paula Arend Laier, edição Alberto Alerigi Jr.)