Índice de confiança do varejo recua em janeiro, diz CNC

Os empresários do comércio iniciaram o ano de 2013 menos confiantes, informou nesta terça-feira a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O Índice de Confiança dos Empresários do Comércio (Icec) caiu 2,6% em janeiro ante dezembro e recuou 1,6% na comparação com janeiro de 2012.

Na comparação mensal, a queda acentuada no ICEC em janeiro foi puxada pela retração na propensão a investir (-4,8%), decorrente do comportamento sazonal do setor no início do ano, informou a CNC. No entanto, houve melhora na percepção sobre as condições atuais (1,9%), impedindo um recuo maior.

Já na comparação com um ano antes, o indicador sobre investimentos foi o que impediu uma retração mais acentuada na confiança do comércio. A alta do índice de investimentos foi de 2,2%, com forte expansão na expectativa de contratação de funcionários (5,3%). A avaliação sobre a situação atual dos estoques também melhorou (1,2%), enquanto o nível de investimentos das empresas permaneceu estável (0,0%).

Por outro lado, o indicador sobre as condições atuais do empresário do comércio teve recuo de 7,2% em janeiro ante o mesmo mês de 2012, com piora nas avaliações sobre a economia (-11,6%), sobre o setor (-8,3%), e sobre a empresa (-2,2%).

O indicador das expectativas do empresário, por sua vez, manteve-se equilibrado, com variação nula (0,0%), como resultado da melhora nas perspectivas para a economia (1,4%), mas de uma ligeira piora nas previsões para o setor (-0,8%) e para a empresa (-0,6%).

Carregando...