Mercado fechará em 2 h 19 min
  • BOVESPA

    122.016,75
    +107,72 (+0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.396,39
    -470,76 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,35
    +0,43 (+0,66%)
     
  • OURO

    1.835,90
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    56.483,75
    -810,61 (-1,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.508,18
    +1.265,50 (+521,47%)
     
  • S&P500

    4.155,18
    -33,25 (-0,79%)
     
  • DOW JONES

    34.278,93
    -463,89 (-1,34%)
     
  • FTSE

    6.947,99
    -175,69 (-2,47%)
     
  • HANG SENG

    28.013,81
    -581,89 (-2,03%)
     
  • NIKKEI

    28.608,59
    -909,71 (-3,08%)
     
  • NASDAQ

    13.354,75
    -2,00 (-0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3541
    +0,0139 (+0,22%)
     

Índia ultrapassa Brasil e se torna o segundo país com mais casos de COVID-19

Natalie Rosa
·1 minuto de leitura

A Índia acaba de ultrapassar o Brasil no número de infecções pela COVID-19, se tornando o segundo país com o maior número de pessoas contaminadas pela doença, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Somente nas últimas 24 horas, quase 169 mil casos foram registrados na Índia, totalizando 13,52 milhões de indivíduos com a doença desde o início da pandemia. O Brasil soma 13,48 milhões e o país norte-americano 31,2 milhões.

Em relação ao número de mortes, a Índia registrou 904 óbitos nas últimas 24 horas, totalizando 170.179, sendo o quarto país com mais casos fatais já registrados, apenas com os Estados Unidos (562.141), Brasil (353.137), e México (209.338) na frente.

A Índia vem passando pelo pior momento da pandemia, entrando no sétimo dia seguido com mais de 130 mil casos diários, enquanto os hospitais enfrentam a superlotação de pacientes. Coincidentemente ou não, o rápido aumento começou a ser registrado quando houve a escassez de vacina contra a COVID-19 nas principais metrópoles do país. Até o momento, nem 4% da população de 1,4 bilhão de habitantes recebeu a vacina contra a doença.

Autoridades dizem ainda que o país parece ter esquecido da pandemia do coronavírus, frequentando festivais religiosos em massa e participando de disputas políticas em tempos de eleição, fazendo com que a transmissão fugisse de controle. O primeiro-ministro do país, Narendra Modi, não quer decretar um novo lockdown devido aos resultados que a medida trouxe para a economia no mês passado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: