Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.259,49
    -831,51 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.579,10
    -329,10 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,59
    -0,56 (-0,78%)
     
  • OURO

    1.819,30
    -42,10 (-2,26%)
     
  • BTC-USD

    38.176,04
    -2.166,91 (-5,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    961,10
    -31,37 (-3,16%)
     
  • S&P500

    4.223,70
    -22,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.033,67
    -265,63 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.436,84
    -201,66 (-0,70%)
     
  • NIKKEI

    29.291,01
    -150,29 (-0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.917,25
    -64,00 (-0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0714
    +0,0094 (+0,16%)
     

Índia bate recorde mundial de mortes por Covid em um único dia e supera EUA

·2 minuto de leitura
Índia bate recorde mundial de mortes por Covid em um único dia e supera EUA
Índia bate recorde mundial de mortes por Covid em um único dia e supera EUA

A Índia vive o pior momento da pandemia da Covid-19 e bateu o recorde mundial de número de mortes diárias nesta quarta-feira (19). O país registrou 4.529 óbitos, superando a marca dos Estados Unidos, que atingiu 4.475, em janeiro deste ano.

O país já havia superado o Brasil, que estava em segundo no número de vítimas em um único dia, e agora ocupa o terceiro lugar. No momento, o total de infecções na Índia é de 25,5 milhões e o de mortes de 283 mil.

Índia bate recorde mundial de mortes

No total, o país é o segundo com mais casos confirmados, atrás apenas dos EUA, que está com 32,9 milhões. Já em número de óbitos totais, a índia é o terceiro, atrás também dos EUA, com 587 mil e do Brasil, com 439 mil.

De acordo com o projeto “Our World in Data”, da Universidade de Oxford, nos últimos sete dias, a Índia foi responsável por 33% de todas as mortes e 47% de todos os casos confirmados no mundo, o que trouxe ao cenário do recorde mundial.

Apesar de o país registrar mais de 3 mil óbitos diários há mais de três semanas, indicando um platô, o número de casos por dia começou a cair aos poucos. Essa terça é o terceiro dia seguido com menos de 300 mil infectados.

Dois pontos são apontados como cruciais para o cenário do recorde mundial de mortes na Índia. Primeiro a falta de atenção do governo, que após ter lidado bem com a primeira onda não se preparou para a segunda, permitindo aglomerações. Além disso, a variante indiana, investigada desde o ano passado, é mais infecciosa do que a versão original do vírus.

Leia mais:

Embora o governo tenha mudado o tom inicial e enfatizado para a população a importância das medidas de isolamento, as autoridades solicitaram a remoção no Twitter e no Facebook de postagens criticando a forma como os políticos locais estão lidando com a pandemia.

Preocupados com a Covid-19 desenfreada na Índia, alguns países do mundo estão enviando insumos para o país asiáticos. Os EUA se comprometeram a enviar US$ 100 milhões em ajuda humanitária além de 20 milhões de doses da AstraZeneca. Reino unido e França também se comprometeram com recursos. A Rússia informou que vai fornecer doses da Sputnik V.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!