Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,24 (+0,34%)
     
  • OURO

    1.816,60
    -5,60 (-0,31%)
     
  • BTC-USD

    39.462,20
    -776,71 (-1,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    951,68
    -9,21 (-0,96%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.081,72
    +49,42 (+0,70%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    14.970,75
    +18,00 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1205
    -0,0675 (-1,09%)
     

É uma visão equivocada dizer que vamos aumentar o gasto ano que vem, diz Sachsida

·1 minuto de leitura
.

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, afirmou nesta quarta-feira que é uma "visão equivocada" dizer que haverá um aumento de gastos no próximo ano.

"Iremos gastar ano que vem exatamente o que gastamos este ano, a diferença será na composição do gastos", disse Sachsida durante entrevista coletiva de divulgação dos novos parâmetros econômicos do boletim da Secretaria de Política Econômica.

O secretário destacou que, se for feito o dever de casa, com a aprovação de reformas econômicas, o INPC vai ter uma trajetória decrescente.

Sachsida disse ainda que a consolidação do lado fiscal do governo vai garantir a queda da inflação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos