Mercado abrirá em 9 h 47 min
  • BOVESPA

    119.371,48
    -690,52 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.092,31
    +224,69 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,74
    +0,31 (+0,50%)
     
  • OURO

    1.786,50
    +4,50 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    50.105,46
    -2.682,59 (-5,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.137,17
    -105,88 (-8,52%)
     
  • S&P500

    4.134,98
    -38,44 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.815,90
    -321,41 (-0,94%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    29.039,87
    +284,53 (+0,99%)
     
  • NIKKEI

    28.983,31
    -204,86 (-0,70%)
     
  • NASDAQ

    13.773,00
    +22,75 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5450
    +0,0034 (+0,05%)
     

'É muito pouco ainda, temos que melhorar muito', diz Guedes sobre vacinação

BERNARDO CARAM
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Paulo Guedes (Economia) afirmou nesta sexta-feira (19) que o percentual de vacinação contra a Covid-19 no Brasil até o momento é muito baixo e precisa melhorar muito. Ao comentar que a pandemia avança em ritmo acelerado, ele disse que somente a imunização em massa permitirá o retorno seguro ao trabalho. "5% da população já foi vacinada, é muito pouco ainda, temos que melhorar muito, trabalhar muito", disse o ministro em entrevista ao jornal espanhol El Mundo. Dados do consórcio de veículos de imprensa, formado por Folha de S.Paulo, UOL, G1, O Globo, Extra e O Estado de S. Paulo mostram que o Brasil vacinou 10,98 milhões de pessoas até esta quinta-feira (18). O número corresponde a 5,19% da população. De acordo com o ministro, o governo está ampliando os acordos para a compra de vacinas com o objetivo de adiantar o processo de imunização. Ele reconheceu que países com maior êxito na vacinação já estão se recuperando. No Brasil, a incerteza em relação à recuperação econômica está diretamente ligada ao avanço da pandemia, com aceleração das mortes e aumento do número de cidades com medidas restritivas e de isolamento social. "A pandemia chega com uma segunda onda, se espalhando com maior velocidade e novas cepas, aparentemente mais mortíferas. A reação é uma só, vacinação em massa para garantir um retorno seguro ao trabalho", afirmou. Na entrevista, Guedes afirmou que a nova rodada do auxílio emergencial tem valor menor do que os repasses feitos em 2020 porque o governo trabalha com uma redução gradual da assistência, ao mesmo tempo em que a economia vai se recuperando.