Mercado fechará em 2 h 20 min
  • BOVESPA

    109.515,45
    +413,46 (+0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.903,23
    -605,12 (-1,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,36
    -0,19 (-0,22%)
     
  • OURO

    1.835,00
    -7,60 (-0,41%)
     
  • BTC-USD

    38.805,67
    -4.486,33 (-10,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    914,94
    +672,26 (+277,02%)
     
  • S&P500

    4.467,40
    -15,33 (-0,34%)
     
  • DOW JONES

    34.707,87
    -7,52 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.491,63
    -93,38 (-1,23%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.818,25
    -22,75 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1520
    +0,0219 (+0,36%)
     

É muito cedo para pensar em normalizar a política monetária, diz chefe do BC do Japão

·1 min de leitura
Presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda

Por Tetsushi Kajimoto

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda, disse nesta segunda-feira que é muito cedo para considerar a normalização da política monetária, reforçando a visão de que o Banco do Japão ficará atrás de outros bancos centrais na redução do estímulo monetário.

Os comentários de Kuroda vêm após o banco central britânico se tornar, na semana passada, o primeiro BC do G7 a elevar os juros, e o Federal Reserve e o Banco Central Europeu (BCE) se afastarem do estímulo monetário.

Os ativos do Banco do Japão cresceram o equivalente a 135% do PIB, ultrapassando em muito os 36% para o Fed e 66% para o BCE, até setembro de 2021, disse Kuroda, prometendo conduzir uma política monetária apropriada levando em consideração sua saúde financeira.

"Não acho que a expansão dos ativos do Banco do Japão afetará nossa capacidade de manter a política monetária e o sistema financeiro constantes", disse Kuroda ao Parlamento.

"Há uma grande distância da meta de inflação de 2%. Ainda é muito cedo para considerar a normalização da política monetária", acrescentou.

"Ao contrário dos países ocidentais, a inflação está extremamente baixa e as expectativas de inflação permanecem muito baixas. Estamos em uma fase de continuar pacientemente a flexibilização monetária em larga escala."

(Por Tetsushi Kajimoto)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos