Mercado fechará em 6 h 31 min
  • BOVESPA

    117.497,28
    -63,55 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,85 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,51
    +1,06 (+1,20%)
     
  • OURO

    1.712,60
    -8,20 (-0,48%)
     
  • BTC-USD

    19.646,26
    -448,71 (-2,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    447,34
    -15,78 (-3,41%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,93 (-1,15%)
     
  • FTSE

    6.987,50
    -9,77 (-0,14%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.367,50
    -174,25 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0926
    -0,0209 (-0,41%)
     

É leite, mesmo? Procon notifica 11 empresas por embalagens muito parecidas

Diante do fenômeno "parece, mas não é", o Procon-SP notificou, nesta quarta-feira (21), 11 fabricantes de alimentos a prestarem esclarecimentos sobre a oferta de produtos similares a versões tradicionais. Nas redes sociais, muitos desses produtos já viralizaram e ganharam o apelido de cópia fake. Este é o caso da mistura láctea que tem uma embalagem parecida com a do leite condensado. Entre as marcas, estão Nestlé, Vigor e Itambé.

Em nota, o Procon-SP afirmou que "está atento ao aumento da oferta de produtos similares aos tradicionais e apresentados ao público em embalagens muito parecidas". Segundo a entidade, isso pode "induzir o consumidor ao erro, levando-o a achar que está comprando e consumindo outro produto".

"A informação clara, correta e verdadeira é um dos direitos básicos previstos pelo Código de Defesa do Consumidor", reforça o Procon-SP sobre a notificação de empresas que fabricam alimentos.

Procon-SP notifica empresas por embalagens que são semelhantes em produtos diferentes, como é o caso do leite condensado (Imagem: AtlasComposer/Envato)
Procon-SP notifica empresas por embalagens que são semelhantes em produtos diferentes, como é o caso do leite condensado (Imagem: AtlasComposer/Envato)

Produtos da Nestlé e o Procon-SP

Entre as empresas notificadas pelas embalagens muito parecidas, o Procon-SP destacou o caso da Nestlé Brasil:

"O creme de leite original e o leite condensado Moça são produtos da marca tradicionais e conhecidos no mercado de consumo e os itens 'Mistura Láctea Condensada De Leite, Soro De Leite e Amido – Moça' e 'Mistura De Creme De Leite – Moça' são comercializados em apresentação bastante semelhante aos destes originais e que podem confundir o consumidor", explica o Procon-SP.

Após a notificação, a empresa tem até o dia 29 deste mês para esclarecer algumas dúvidas da entidade, como quais são as características de cada produto, as suas diferenças nutricionais e as indicações individualizadas de consumo. Além disso, deve apresentar "informes, materiais publicitários e mídias de divulgação dos produtos" mencionados.

Quais empresas foram notificadas pelo Procon devido à embalagem?

A seguir, confira alista completa com as 11 empresas do ramo alimentício que foram notificadas pelo Procon-SP por causa da embalagens que podem levar o consumidor a se confundir na hora de comprar alimentos:

  • Companhia de Alimentos Ibituruna, fabricante da bebida láctea UHT Olá;

  • Laticínios Trevo de Casa Branca, fabricante da bebida láctea UHT Aquila;

  • Laticínios Bela Vista, fabricante da bebida láctea UHT MeuBom;

  • Cooperativa Central Mineira de Laticínios – Cemil, fabricante da bebida láctea UHT Performance;

  • Doce Mineiro, fabricante da bebida láctea UHT Triângulo Mineiro;

  • Vigor Alimentos Leco, fabricante do alimento à base de manteiga e margarina Leco Extra Cremosa;

  • Tella Barros Comércio e Importação de Frios e Laticínios, fabricante do Supremo Cremoso Sabor Requeijão;

  • Oceânica Comércio de Gêneros Alimentícios, que produz o Crioulo Queijos Ralados Latco;

  • Itambé Alimentos, que produz o Queijo Parmesão Ralado Itambé;

  • Gran Foods Indústria e Comércio Eireli, que fabrica o Do Chefe Premiun Blend Azeite de Oliva.

Posicionamento das empresas

Em nota enviada ao Canaltech, a assessoria da Vigor explica que os esclarecimentos já foram enviados ao Procon-SP e que os produtos mencionados estão no mercado há 20 anos, respeitando as normas dos órgãos técnicos. A seguir, confira o posicionamento completo da marca:

"A Vigor recebeu a notificação oficial do Procon-SP e já prestou os esclarecimentos necessários ao órgão responsável. A Manteiga e Margarina Cremosa Leco, foi lançada em 20 de agosto de 2002, estando presente no mercado há mais de 20 anos com o intuito de oferecer ao consumidor a combinação entre a cremosidade da margarina e o sabor da manteiga. A marca reforça que todos os seus produtos seguem as normas de rotulagem e regulamentos técnicos estabelecidos pelos órgãos responsáveis, tais como ANVISA e Ministério da Agricultura e Abastecimento", afirma a empresa.

Saiba como diferenciar a versão original da "fake"

Para não se enganar na hora de ir ao supermercado, consumidor deve ler embalagens com atenção (Imagem: Prostock-studio/Envato Elements)
Para não se enganar na hora de ir ao supermercado, consumidor deve ler embalagens com atenção (Imagem: Prostock-studio/Envato Elements)

Nos últimos meses, o Canaltech acompanha as discussões sobre os alimentos que parecem ser, mas não são. Inclusive, alguns especiais já foram publicados, onde ensinamos como diferenciar a versão original, como o leite condensado, da versão "fake", a mistura láctea.

A seguir, confira nossos principais textos sobre as embalagens que podem confundir os consumidores:

Vale observar que, no mercado, estes itens não são vendidos como a versão "fake". Na verdade, entram como um novo produto nas prateleiras e, normalmente, têm um custo menor. A questão aparentemente apontada pelo Procon-SP é que estas diferenças deveriam ser mais claras, o que evitaria o risco do consumidor se confundir na hora da compra.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: