Mercado fechado

É impossível prever o valor de privatização da Eletrobras, diz ministro

Giovanna Almeida
É impossível prever o valor de privatização da Eletrobras, diz ministro

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou, nesta segunda-feira (25), que é impossível prever quanto a Eletrobras valerá no processo de privatização.

O ministro declarou que não quer e não pode dizer quanto a Eletrobras vale atualmente. O governo federal prevê que a estatal seja privatizada no segundo semestre de 2020.

Black Friday Suno – pague 2 anos e leve 3 nas principais assinaturas da Suno Research

“É impossível prever quanto vai valer no segundo semestre de 2020. Prever quanto vai arrecadar é muito difícil. Evidentemente que, pelo próprio ordenamento jurídico, tivemos que apresentar dados calculados, e esse valor foi R$ 16 bilhões”, disse Albuquerque.

O ministro ressaltou que, embora a desestatização esteja prevista para o segundo semestre do ano que vem, o Congresso possui "dinâmica própria". Por conta disso, a tramitação do projeto pode ser mais rápida.

“Essa é a previsão do governo [segundo semestre de 2020], mas, como costumo dizer, o Congresso Nacional tem sua própria dinâmica. Já trabalhamos junto à liderança da Câmara e iniciei [as conversas] junto ao Senado na semana passada. Acreditamos que, com as informações e esclarecimentos prestados, o projeto de lei poderá ter tramitação mais célere do que normalmente ocorre”, disse o ministro.

Resultados da Eletrobras no terceiro trimestre

A Eletrobras apresentou lucro líquido de R$ 651 milhões no terceiro trimestre de 2019. No ano passado, no mesmo período, a empresa teve prejuízo de R$ 2,264 bilhões.

Saiba mais: Eletrobras registra lucro líquido de R$ 651 milhões no 3T19

A receita líquida da estatal foi de R$ 7,291 bilhões no terceiro trimestre, uma alta de 9,8% em relação aos R$ 6,641 bilhões registrados no mesmo período de 2018. O custo dos bens ou serviços vendidos foi de R$ 1,867 bilhão, um avanço de 7,7% frente ao igual período do ano passado. O lucro bruto aumentou 10,5% no terceiro trimestre de 2019, para R$ 5,423 bilhões.

As despesas operacionais da Eletrobras diminuíram 33,5% para R$ 3,096 bilhões na comparação com o mesmo período do ano passado. O lucro antes do resultado financeiro e dos tributos (Ebit) aumentou nove vezes e registrou R$ 2,327 bilhões.