Mercado abrirá em 2 h 34 min
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,04
    +0,75 (+1,07%)
     
  • OURO

    1.768,30
    +4,50 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    43.249,66
    -1.859,26 (-4,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.083,30
    -51,08 (-4,50%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.985,84
    +81,93 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.117,00
    +107,50 (+0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2488
    +0,0041 (+0,07%)
     

É #FAKE que governos do Canadá e dos EUA emitiram alerta sobre frio no Brasil

·2 minuto de leitura

Circula nas redes sociais uma mensagem que diz que os governos dos Estados Unidos e do Canadá emitiram um alerta sobre a onda de frio prevista para atingir o Brasil nesta semana. É #FAKE.

Embora a previsão do tempo realmente indique frio intenso, principalmente na região Sul do país, as autoridades americanas e canadenses não efetuaram este aviso. Na verdade, os modelos meteorológicos dos dois países foram utilizados pelo serviço de meteorologia brasileiro MetSul para compor a previsão do tempo do Brasil.

"O modelo canadense é um que, por exemplo, está indicando mínima de -10ºC a -12ºC para o final da próxima semana nos pontos mais altos do Sul do Brasil, mas valores tão baixos quanto -3ºC ou -4ºC (...) para áreas de menor altitude como, por exemplo, próximos a Porto Alegre, são improváveis", informa uma publicação de sexta-feira (23) feita no site do MetSul.

Já utilizando a fórmula do National Weather Service dos EUA, o MetSul estimou uma sensação térmica entre -10ºC e -20ºC nas áreas de maior altitude do Rio Grande do Sul e de outras localidades da região Sul do país até quinta-feira (29).

Com base nos dados obtidos, o próprio serviço de meteorologia alertou as autoridades locais.

"Urge-se às autoridades locais que reforcem com urgência as medidas de assistência à população socialmente vulnerável, especialmente diante do crescimento da população sem teto vivendo em situação de rua, uma vez que o frio terá intensidade para causar hipotermia e morte em pessoas desabrigadas", afirmou.

Uma forte frente fria deve avançar sobre o Brasil na última semana de julho, com chuva em vários estados. Segundo o Climatempo, o risco de geada no final da semana é alto no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, e em áreas de São Paulo, Mato Grosso do Sul, sul de Minas e extremo sul do Rio de Janeiro.

Diante da previsão, governos estaduais fazem preparativos para lidar com a queda das temperaturas. Nesta segunda (26), o governo de Santa Catarina fez uma reunião com representantes da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros Militar e de outros órgãos do estado para tratar sobre o assunto.

“Amanhã será um dia chuvoso em Santa Catarina e o início do declínio acentuado da temperatura em todo o estado. O pico será na quinta-feira, mas o frio se estende até o próximo sábado”, diz o coordenador de monitoramento e alerta da Defesa Civil do estado, Frederico Rudhorff.

De acordo com o Climatempo, entre os dias 29 de julho e 1º de agosto, o frio predominará sobre o Centro-Sul do país e pode avançar até o sul da Bahia e em parte do interior do Nordeste, provocando declínios de temperaturas entre 6ºC e 4ºC, especialmente nas áreas de maior altitude.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos