Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.342,14
    +2.148,03 (+6,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

'É caminho sem volta': Cléber Machado destaca espaço à narradoras na Globo após 55 anos

·1 minuto de leitura


A voz feminina vem superando barreiras e construindo seu espaço dentro do futebol brasileiro. Na Rede Globo, principal emissora do país, a presença de narradoras em transmissões da modalidade demorou mais de cinco décadas para ser viabilizada. Em entrevista à "Folha de São Paulo", o narrador Cléber Machado destacou o machismo como obstáculo e afirmou que a presença de mulheres em exibições esportivas é um "caminho sem volta".
+ Confira a classificação do Campeonato Brasileiro 2021!

Renata Silveira é o nome mais forte entre as comunicadoras da Globo. Em 10 de março deste ano, no confronto entre Moto Club e Botafogo, pela primeira fase da Copa do Brasil, a narradora tornou-se a primeira mulher a comandar uma partida de futebol por um dos canais da emissora carioca. Recentemente, outra narradora foi contratada. Natália Lara, ex-ESPN, compõe o time feminino da empresa.

- Se alguém ainda precisa "acostumar o ouvido", vai acostumar. Não tem volta, é uma inclusão necessária. Elas fazem a transmissão no padrão que se faz transmissão na Globo. Identificam os caras, crescem nos lances próximos da grande área, são bem informadas e entendem de futebol. Têm as características necessárias para quem transmite um evento esportivo - disse Cléber Machado.

- A sociedade é machista, muitas vezes preconceituosa, elitista e barra a possibilidade de muitas pessoas se apresentarem, crescerem e ganharem espaço. Felizmente, as coisas estão evoluindo. As pessoas estão preocupadas em combater, denunciar e protestar - começou Cléber Machado.

Nas redes sociais, o público tem aprovado a performance das narradoras. Renata Silveira, muito elogiada pela condução responsável no drama vivido por Eriksen na Eurocopa, recebeu destaque nas redes sociais por sua qualidade e representatividade na transmissão esportiva que marcou sua estreia no "SporTV", em março.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos