Mercado abrirá em 6 h 28 min

É bem provável que o Bitcoin tenha um grande bug, diz CTO da Ripple

CTO da Ripple, David Schwartz
CTO da Ripple, David Schwartz

Enquanto a comunidade do Bitcoin comemorava os 5.000 dias do projeto nesta segunda-feira (12), David Schwartz tentava estragar com a festa. Segundo o CTO da Ripple, é bem provável que exista um grande bug no código do Bitcoin.

Na sequência, Schwartz aponta que um bug que permita a criação de mais bitcoins é um dos mais preocupantes, citando que seria muito recompensante ao atacante.

Como destaque, precisamos lembrar que tal bug já aconteceu em 2010, quando um usuário — até hoje não identificado — conseguiu imprimir 184 bilhões de bitcoins, mas o erro foi rapidamente corrigido.

CTO da Ripple acredita que Bitcoin tenha um grande bug

Na última segunda-feira (12), diversos bitconheiros comemoravam a marca de 5.000 dias do Bitcoin, funcional durante 99,98% do tempo nestes últimos 13,7 anos. Apesar disso, a “festa” também trouxe recordações de grandes bugs no Bitcoin.

Como citado acima, um bom exemplo é um caso que ocorreu em 2010, quando um atacante conseguiu criar bitcoins do nada. Apesar disso, o mercado era pequeno, cada BTC valia poucos centavos e tal bug foi corrigido rapidamente.

Entretanto, David Schwartz acredita que existam mais bugs deste tipo e que hoje poderiam ser mais recompensantes. Segundo o CTO da Ripple, eles estariam presentes em alguma atualização passada do Bitcoin.

“Acredito ser altamente provável que haja pelo menos um bug em pelo menos uma grande implementação do código-fonte do bitcoin que permite a criação de mais BTC. Mas pode ser que ninguém o encontre ou que ele seja corrigido antes de ser explorado. Eu não me preocupo com isso.”

Apesar do pânico causado, o CTO da Ripple neutraliza seu comentário ao afirmar que é difícil que estes bugs sejam encontrados por alguém disposto a aproveitar-se financeiramente do mesmo.

Bitcoin se torna mais seguro a cada novo dia

Já em outros tuítes, Schwartz destaca que o Bitcoin passou por “incidentes graves” em seus primeiros anos, como ataques de negação de serviço, mas que isso é cada vez mais raro.

“O fato de não haver um sério há algum tempo (desde 2018 ou mais) é encorajador.”

“Há um grande incentivo para procurar essas falhas e explorá-las”, comenta David Schwartz, CTO da Ripple. “Assim, o fato de que eles não estão acontecendo é uma forte evidência de que eles são muito raros e difíceis de encontrar.”

Por fim, esta é uma prova de que o Bitcoin está ganhando ainda mais segurança a cada novo dia. Um efeito semelhante pode ser visto na Lightning Network que, gradualmente, está se tornando um sistema seguro para transacionar bitcoins de forma rápida e barata.

Fonte: Livecoins