Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.310,14
    -48,86 (-0,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Ângelo e Lucas Braga participam de doação de alimentos em Heliópolis

·2 min de leitura


Os atacantes Ângelo e Lucas Braga, do Santos, participaram nesta quinta-feira (2), de uma ação em Heliópolis, na capital paulista. O jogadores estiveram na CUFA, Central Única das Favelas e em parceria com a Kicaldo, patrocinadora oficial do clube, doaram 4 toneladas de feijão, que foram distribuídas para as famílias cadastradas no Mães da Favela. O projeto tem como objetivo arrecadar e distribuir alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade.

- Além da sensação de prazer de contemplar a mãe que está sofrendo com essa pandemia, a gente poder contar com a presença ilustre de jogadores do Santos, eleva a autoestima dessa mãe. Ela se sente valorizada, porque se sente acolhida e se sente carinhosamente contemplada com essas ações. É importante para as empresas, para a CUFA, mas principalmente para as mães que recebem, além da alimentação, essas visitas em uma favela com 220 mil habitantes. Muito obrigado ao Santos Futebol Clube em nome da CUFA e dessas famílias. Um ato humanitário, um ato de amor ao próximo - afirmou Marcivan Barreto, presidente da CUFA São Paulo.

Os jogadores do Santos, que colocaram a mão na massa e ajudaram a carregar as caixas com as doações, ficaram emocionados com o convite.

- É muito importante e uma imensa satisfação estar aqui e ajudar as pessoas que tanto necessitam, as mães, as crianças. São ações que podem mudar vidas. Um futuro médico, uma futura professora, um futuro jogador. É gratificante demais - disse o atacante Ângelo.

- É uma sensação maravilhosa, de dever cumprido. Eu me emociono bastante por ver a quantidade de histórias contadas, tanto nos projetos da CUFA, como na ajuda com os alimentos. Lá na frente fará a toda a diferença. Estou muito contente de participar dessa ação - comentou o atacante Lucas Braga.

Mauricio Bortolanza, Diretor de Novos Negócios da Kicaldo, empresa líder no mercado de feijão no Brasil, afirmou:

- Já doamos cerca de 15 toneladas para a CUFA. Em todo o Brasil foram 120 toneladas para diversas ONGs desde o início da pandemia. É um pequeno gesto perto da grande necessidade da população brasileira. Estamos muito felizes em poder ajudar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos