Mercado abrirá em 7 h 29 min
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,86
    -0,19 (-0,26%)
     
  • OURO

    1.788,80
    +4,10 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    50.273,39
    -927,54 (-1,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.299,89
    -21,39 (-1,62%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.954,91
    -28,75 (-0,12%)
     
  • NIKKEI

    28.875,56
    +419,96 (+1,48%)
     
  • NASDAQ

    16.410,25
    +92,25 (+0,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3523
    +0,0126 (+0,20%)
     

Áustria quer lockdown para quem não se vacinou contra covid-19

·2 min de leitura

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Europa enfrenta uma nova onda do coronavírus SARS-CoV-2. Nesse cenário, países voltam a adotar medidas contra a transmissão da covid-19, como a Áustria. Registrando o maior número de infecções diárias desde o início da pandemia, as autoridades austríacas estão impondo medidas de bloqueio para aquelas pessoas que escolherem não se imunizar. A partir de segunda-feira (15), um estado deve adotar lockdown apenas para os não imunizados, caso obtenha autorização federal. É possível que medida também seja adotada em todo o país.

De forma geral, a Áustria permite apenas que pessoas imunizadas contra a covid-19 frequentem restaurantes, cinemas e salões de beleza, por exemplo. Só que mais medidas são planejadas para estimular a imunização entre os habitantes do país.

Lockdown para quem escolheu não se imunizar contra a covid-19 é estudado por autoridades na Áustria (Imagem: Reprodução/Nenetus/Envato)
Lockdown para quem escolheu não se imunizar contra a covid-19 é estudado por autoridades na Áustria (Imagem: Reprodução/Nenetus/Envato)

Segundo a BBC, o chanceler austríaco, Alexander Schallenberg, já disse que um lockdown nacional para os não vacinados era "provavelmente inevitável". Para Schallenberg, dois terços da população não deveriam sofrer, porque alguns estavam hesitantes em se imunizarem contra a covid-19. No domingo (14), um lockdown nacional para os não imunizados poderá ser anunciado.

Segundo a plataforma Our World in Data, 63% do país está com o esquema vacinal completo (duas doses ou imunizante de dose única). Estudos sobre a cobertura vacinal apontam para a importância de pelo menos 75% da população estar imunizada.

No entanto, Schallenberg pontua que as medidas não significam que as pessoas que optaram por não se imunizar não poderão sair de casa. Por exemplo, atividades essenciais ainda serão liberadas, como ir ao trabalho, comprar comida ou fazer exercícios.

Lockdown para não vacinados na Áustria

Neste cenário de aumento de casos da covid-19, o estado da Alta Áustria — região que faz fronteira com a Alemanha e a República Tcheca e tem uma população de 1,5 milhão de habitantes — planeja ir além e adotar um lockdown exclusiva para os não vacinados. O local registra os piores indicadores da covid-19 no país e também tem a menor taxa de vacinação. Para valer na próxima semana, ainda será necessário obter a autorização do governo.

O caso da Alta Áustria não é isolado e outros locais do país planejam aumentar as medidas contra a disseminação da covid-19. É o caso da cidade de Salzburg que estuda adotar ações contra a disseminação do coronavírus, como bloqueios.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos