Áustria denuncia Airbus por corrupção em venda de aviões militares

O ministério austríaco da Defesa denunciará o grupo aeronáutico europeu Airbus por fraude e corrupção na venda controversa de aviões de combate Eurofighter à Áustria, indicou um porta-voz ministerial.

"Apresentaremos uma denúncia ante a justiça contra a Airbus", declarou à AFP Michael Bauer, porta-voz do ministério austríaco da Defesa.

A denúncia envolve a entrega de 14 aviões Eurofighter por um montante de 1,7 bilhão de euros.

Nesta quinta-feira, o governo apresentará as conclusões da investigação administrativa sobre este contrato, indicou Bauer.

Segundo a agência de notícias austríaca, a investigação demonstrou que a Airbus havia inflado artificialmente o preço de venda dos aviões Eurofighter.

Em janeiro passado, a Airbus denunciou que havia aceitado um procedimento de retificação fiscal na Alemanha com relação à venda dos Eurofighter à Áustria.

A venda destes aviões à Áustria está sendo investigada pela procuradoria de Munique, sul da Alemanha, há anos.

O contrato, concluído em 2003 pelo EADS na época, estipulava a venda de 18 Eurofighter Typhoon por 2 bilhões de euros. Posteriormente foi renegociado e reduzido a 15 aeronaves por um montante de 1,7 bilhões de euros.