Mercado fechará em 35 mins
  • BOVESPA

    130.088,04
    -119,92 (-0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.863,94
    -165,60 (-0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,26
    +1,38 (+1,95%)
     
  • OURO

    1.859,00
    -6,90 (-0,37%)
     
  • BTC-USD

    40.491,62
    +936,91 (+2,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.008,32
    -2,29 (-0,23%)
     
  • S&P500

    4.249,03
    -6,12 (-0,14%)
     
  • DOW JONES

    34.319,95
    -73,80 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.441,30
    +279,50 (+0,96%)
     
  • NASDAQ

    14.031,00
    -93,75 (-0,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1129
    -0,0186 (-0,30%)
     

Ásia pode elevar exportações de madeira do Uruguai para recorde

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- As exportações de madeira do Uruguai podem bater recorde este ano. Com a recuperação global, países asiáticos compram mais madeira a preços mais altos, segundo uma das maiores empresas florestais uruguaias.

A Agroempresa Forestal exportou cerca de 160 mil metros cúbicos de toras de pinheiro e eucalipto este ano até meados de maio, disse o diretor da empresa, Francisco Bonino, em entrevista. A Agroempresa, que administra cerca de US$ 880 milhões em ativos florestais no Uruguai, Chile e Brasil, pode embarcar um volume semelhante no final do ano a partir do mercado uruguaio se a demanda asiática continuar firme, disse.

“Hoje, o preço de uma tora de pinheiro na China está 40% acima do ano passado e, talvez, 50% a 60% a mais do que há dois anos”, disse Bonino. “No caso do eucalipto, deve estar 10% acima do que no ano passado.”

Índia e China são compradores constantes de toras de pinheiro para o setor de construção. Ao mesmo tempo, China e países do Sudeste Asiático, como Vietnã, têm importado mais eucalipto para madeira compensada e móveis com destino aos Estados Unidos e Europa.

A decisão da China no ano passado de proibir as importações de toras de vários estados australianos também beneficiou o Uruguai, cujas exportações de madeira quase dobraram, para mais de US$ 185 milhões nos quatro meses encerrados em abril. A China agora paga até US$ 160 por metro cúbico de toras de pinheiro uruguaio e até US$ 200 por metro cúbico de eucalipto, disse Bonino, segundo o qual os preços podem cair no final do ano.

Bonino disse que a onda de Covid-19 na Índia e maiores custos de frete, que triplicaram no último ano, são possíveis obstáculos.

Ainda assim, a perspectiva otimista de longo prazo para a madeira levou Bonino a retomar planos de criar um fundo florestal que levantaria um valor não revelado para comprar ou desenvolver projetos florestais na região. Bonino já acessou investidores institucionais, tendo patrocinado quatro fundos florestais listados que captaram US$ 640 milhões nos mercados de capitais do Uruguai na última década.

“Queremos captar fundos durante 2021”, afirmou. “Os ativos não valem o que poderiam valer. Achamos que é um bom momento para entrar na América Latina, escolhendo os países e ativos certos.”

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.