Mercado fechará em 6 h 59 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,48
    +0,18 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.785,90
    +9,20 (+0,52%)
     
  • BTC-USD

    33.091,51
    -974,66 (-2,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    792,81
    +6,19 (+0,79%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.136,07
    +26,10 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.288,22
    +405,76 (+1,40%)
     
  • NIKKEI

    29.066,18
    +190,95 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    14.376,50
    +22,25 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8855
    +0,0232 (+0,40%)
     

Áreas do Brasil devem ser reconhecidas como livres de aftosa sem vacinação

·1 minuto de leitura
Criação de gado em Poconé (MT)

SÃO PAULO (Reuters) - Os Estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Acre, Rondônia, parte do Amazonas e de Mato Grosso devem receber nesta quinta-feira o reconhecimento internacional como novas zonas livres de febre aftosa sem vacinação, afirmou o Ministério da Agricultura em nota nesta quarta-feira.

Com isso, a pasta promoverá um evento online sobre o tema, com a presença da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, do secretário de Defesa Agropecuária, José Guilherme Leal, e do diretor do Departamento de Saúde Animal, Geraldo Moraes. Também foram convidados os governadores dos Estados beneficiados e demais autoridades.

O status sanitário livre de aftosa sem vacinação contribui para que empresas localizadas nestas áreas tenham acesso a negociações para exportação junto a mercados mais exigentes, que não aceitam o uso da vacina nos rebanhos bovinos como garantia que, de fato, não há a doença.

A meta é que todo o território brasileiro seja considerado livre de febre aftosa sem vacinação até 2026.

(Por Nayara Figueiredo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos