Mercado fechará em 3 h 17 min
  • BOVESPA

    107.700,28
    -823,19 (-0,76%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,15 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,82
    -0,57 (-0,78%)
     
  • OURO

    1.880,50
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    22.811,92
    -344,54 (-1,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    523,79
    -1,35 (-0,26%)
     
  • S&P500

    4.102,15
    -34,33 (-0,83%)
     
  • DOW JONES

    33.742,46
    -183,55 (-0,54%)
     
  • FTSE

    7.812,73
    -89,07 (-1,13%)
     
  • HANG SENG

    21.222,16
    -438,31 (-2,02%)
     
  • NIKKEI

    27.693,65
    +184,19 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    12.460,25
    -163,75 (-1,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5770
    +0,0385 (+0,70%)
     

Área 51 | O que é, onde fica e o que há por lá?

A Área 51 é uma base da Força Aérea norte-americana. Localizada a mais de 100 km de Las Vegas, a área é bastante conhecida por relatos de pessoas que afirmam ter visto objetos voadores não identificados (OVNIs) por lá. Muito disso se deve ao fato de que a base foi mantida em segredo pelo governo dos EUA por vários anos e, mesmo hoje, não pode ser acessada pelo público geral.

O que é a Área 51?

Apesar de ser popularmente conhecida como “Área 51”, o nome oficial da base é Nevada Test and Training Range at Groom Lake (“Área de Teste e Treinamento de Alcance de Nevada, em Groom Lake”, em tradução livre). Ela é uma base de segurança máxima onde a Força Aérea dos Estados Unidos realiza treinamentos.

Mapa topográfico de Nevada Test Range (Imagem: Domínio público)
Mapa topográfico de Nevada Test Range (Imagem: Domínio público)

A base foi criada durante a década de 1950 como parte do complexo de Testes e Treinamento de Alcance em Nevada. Hoje, tanto a base quanto o complexo pertencem ao Local de Segurança Nacional de Nevada (NNSS).

Apesar de os militares norte-americanos terem admitido a existência da misteriosa Área 51 somente em 2013, ela segue inacessível ao público por razões de segurança e sigilo governamentais e militares.

O que tem na Área 51?

É difícil dizer ao certo o que existe na Área 51, já que, como o local abriga instalações militares, as atividades e operações que ocorrem ali são extremamente confidenciais.

As instalações foram construídas durante o período das tensões da Guerra Fria, marcado pelo conflito geopolítico entre os Estados Unidos e a antiga União Soviética. Na época, os norte-americanos testaram e desenvolveram aviões de reconhecimento ali e, apesar de não haver muitas informações oficiais sobre as atividades, os militares dos EUA parecem continuar usando a Área 51 para desenvolver novas tecnologias.

Onde fica a Área 51?

A Área 51 fica em Groom Lake, um salar no estado de Nevada, próximo das pequenas cidades de Rachel e Hiko. Por muito tempo, foi proibido capturar imagens aéreas e de satélites da região, mas ela pode ser visualizada no Google Maps desde 2018.

Visualização da Área 51 no Google Maps (Imagem: Captura de tela/Google Maps)
Visualização da Área 51 no Google Maps (Imagem: Captura de tela/Google Maps)

Como ver a Área 51 no Google Maps?

Para encontrar a Área 51 no Google Maps, basta inserir as coordenadas 37.24804, -115.800155.

Então, o Maps irá mostrar exatamente o que se espera de uma base no deserto: estradas, construções, pistas de pouso e até algumas aeronaves.

Como entrar na Área 51?

Caso você esteja se perguntando como entrar na Área 51, já adiantamos que esta não é uma boa ideia. Além de várias placas ali indicando que o acesso ao local é proibido, quem se aproxima do local encontra guardas patrulhando perímetros cercados e monitorados por sensores e câmeras.

Além dos avisos e monitoramento, a Força Aérea norte-americana alerta que não se deve tentar acessar o local. “A Área 51 é um local de treinamento de alcance aberto para a Força Aérea dos Estados Unidos, e desencorajamos qualquer um a tentar entrar na área onde treinamos as forças armadas estadunidenses”, disse Laura McAndrews, então representante da Força Aérea.

Portão principal da Área 51 (Imagem:David James Henry/Creative Commons)
Portão principal da Área 51 (Imagem:David James Henry/Creative Commons)

Mesmo assim, houve uma tentativa inusitada de acessar o local em 2019. Matty Roberts, um estudante da Califórnia, criou no Facebook o evento "Storm Area 51, They Can't Stop All of Us" (“Invadam a Área 51, eles não podem parar todos nós”, em tradução livre), em tom de piada.

Na brincadeira, o plano seria entrar na base com um grupo grande o suficiente para que nem os militares conseguissem conter os participantes. Milhares de pessoas confirmaram a participação no evento, mas, no fim, somente cerca de seis mil compareceram — e ninguém invadiu a área proibida.

No mesmo ano, o youtuber holandês Ties Granzier levou a ideia tão a sério que tentou entrar na Área 51, mas acabou preso por conta disso.

O que a Área 51 tem a ver com alienígenas?

Com tanto sigilo envolvendo as atividades ali, a Área 51 se tornou alvo das mais variadas teorias da conspiração. É que, além dos relatos de avistamentos de aeronaves estranhas, há ainda histórias de supostos seres extraterrestres observados por lá.

Uma delas veio de Robet Lazar, que afirmou a um jornal que teria visto tecnologia alienígena e até fotos da autópsia do que declarou um ser extraterrestre na base. No fim das contas, foi revelado que grande parte do que ele havia dito não era verdade.

Alguns estabelecimentos da cidade de Rachel, próxima da base, entraram na brincadeira dos supostos extraterrestres observados na Área 51 (Imagem: Reprodução/NASA)
Alguns estabelecimentos da cidade de Rachel, próxima da base, entraram na brincadeira dos supostos extraterrestres observados na Área 51 (Imagem: Reprodução/NASA)

Os testes de aeronaves militares novas — e, muitas vezes, secretas — são, provavelmente, os grandes responsáveis pela relação entre a Área 51 e avistamentos de OVNIs. Afinal, a sigla significa “objetos voadores não identificados”, ou seja, aqueles cuja origem não pôde ser determinada com precisão. Portanto, não está necessariamente relacionada a naves de seres extraterrestres.

O escritor Benjamin Radford destaca que, de fato, é possível observar luzes e aeronaves por lá, e que é fácil associá-la a OVNIs. “A premissa básica por trás da Área 51 pode ser resumida assim: o governo não vai revelar o que acontece ali, então deve ser algo incrivelmente secreto”, disse.

Ele acrescentou ainda que o local chamado de “Área 51” é apenas uma de várias bases militares, laboratórios nacionais e centros de pesquisa científica que lidam com informações extremamente confidenciais. “Não há motivos para achar que qualquer coisa relacionada a OVNIs esteja acontecendo por lá”, garante.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: