Mercado fechará em 3 h 42 min
  • BOVESPA

    111.881,71
    -2.546,47 (-2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.319,04
    -366,99 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,89
    +0,45 (+0,55%)
     
  • OURO

    1.772,10
    +6,40 (+0,36%)
     
  • BTC-USD

    62.650,15
    +688,67 (+1,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.457,85
    -5,51 (-0,38%)
     
  • S&P500

    4.514,62
    +28,16 (+0,63%)
     
  • DOW JONES

    35.449,24
    +190,63 (+0,54%)
     
  • FTSE

    7.214,75
    +10,92 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.367,75
    +77,25 (+0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4792
    +0,0877 (+1,37%)
     

África terá déficit de 470 milhões de vacinas contra a covid, segundo a OMS

·1 minuto de leitura
Funcionária do ministério da Saúde comprova os documentos de um contêiner com o primeiro envio de doses da vacina contra o coronavórus da AstraZeneca/Oxford, no aeroporto internacional de Noi Bai, Vietnã (AFP/Nhac Nguyen)

A África enfrenta um déficit de 470 milhões de doses da vacina anticovid, depois que a aliança Covax cortou suas remessas planejadas, aumentando o risco de novas variantes aparecerem, disse a OMS nesta quinta-feira (16).

Apenas 17% da população do continente será vacinada até o final deste ano, em comparação com a meta de 40% estabelecida pela Organização Mundial da Saúde, disse a unidade africana do organismo mundial em seu briefing semanal em Brazzaville.

"A impressionante desigualdade e o grave atraso no envio de vacinas ameaçam transformar partes da África (...) em criadouros de variantes resistentes à vacina", disse Matshidiso Moeti, Diretor da OMS para a África.

"Isso pode acabar enviando o mundo inteiro de volta à estaca zero", acrescentou.

Devido à escassez global, a aliança Covax, criada para garantir uma distribuição justa de vacinas, enviará cerca de 150 milhões de doses a menos do que o planejado para a África.

Levando em conta esse déficit, as 470 milhões de doses agora esperadas na África permitirão que apenas 17% da população esteja totalmente protegida, de acordo com o escritório regional da OMS.

"Enquanto os países ricos mantiverem a Covax fora do mercado, a África não alcançará suas metas de vacinação", disse Moetti.

A redução na meta de vacinação ocorre no momento em que a África ultrapassa a barreira de oito milhões de infecções nesta semana, de acordo com a OMS.

at/ial/pc/eg/ap/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos