Mercado fechará em 5 h 59 min
  • BOVESPA

    112.342,79
    +2.093,06 (+1,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.147,60
    +319,47 (+0,63%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,81
    +1,32 (+1,87%)
     
  • OURO

    1.775,50
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    42.436,66
    -681,89 (-1,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.056,93
    +16,45 (+1,58%)
     
  • S&P500

    4.386,85
    +32,66 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    34.242,11
    +322,27 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.079,43
    +98,45 (+1,41%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.048,00
    +24,00 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2014
    +0,0223 (+0,36%)
     

África do Sul detecta nova variante do coronavírus, chamada C.1.2

·1 minuto de leitura

Nesta terça-feira (31), cientistas da África do Sul detectaram uma nova variante do coronavírus, que ganhou o nome de C.1.2. Por enquanto, ainda não dá para saber se ela é mais contagiosa ou se é mais resistente às vacinas.

Essa variante já se disseminou na maioria das províncias sul-africanas e em sete outros países da África, Europa, Ásia e Oceania. O que se sabe, por enquanto, é que a C.1.2 contém muitas mutações associadas a outras variantes com uma transmissibilidade acentuada e uma sensibilidade reduzida a anticorpos neutralizadores.

(Imagem: kjpargeter/Freepik)
(Imagem: kjpargeter/Freepik)

Ainda assim, é válido observar que os cientistas ainda não têm certeza de como essas mutações afetam o comportamento do vírus. Para descobrir mais informações, os pesquisadores estão conduzindo testes de laboratório. A ideia é principalmente entender o mais rápido possível o quanto a variante é neutralizada por anticorpos.

Segundo Richard Lessells, especialista em doenças infecciosas e um dos autores da pesquisa sobre a C.1.2, o surgimento da variante mostra que "esta pandemia está longe do fim e que este vírus ainda está explorando maneiras de possivelmente ficar melhor em nos infectar".

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos