Mercado fechará em 1 h 33 min
  • BOVESPA

    108.545,43
    +169,08 (+0,16%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.581,96
    +575,85 (+1,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,04
    +3,54 (+4,51%)
     
  • OURO

    1.670,00
    +33,80 (+2,07%)
     
  • BTC-USD

    19.403,87
    +488,20 (+2,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    442,31
    +13,53 (+3,16%)
     
  • S&P500

    3.699,91
    +52,62 (+1,44%)
     
  • DOW JONES

    29.556,23
    +421,24 (+1,45%)
     
  • FTSE

    7.005,39
    +20,80 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    17.250,88
    -609,43 (-3,41%)
     
  • NIKKEI

    26.173,98
    -397,89 (-1,50%)
     
  • NASDAQ

    11.489,50
    +155,75 (+1,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1968
    +0,0369 (+0,72%)
     

Zuckerberg ganha R$ 54,3 bilhões em um dia com alta no Facebook

Alta nas ações elevaram a fortuna de Mark Zuckerberg de forma inédita. (Mark Lennihan/AP Photo)
Alta nas ações elevaram a fortuna de Mark Zuckerberg de forma inédita. (Mark Lennihan/AP Photo)
  • Facebook ganhou mais usuários do que o projetado no primeiro trimestre;

  • Ações renderam o maior aumento de fortuna em um dia que Zuckerberg já teve;

  • Zuckerberg elevou seis posições no índice de bilionários.

O CEO da Meta, empresa dona do Facebook, Mark Zuckerberg, acabou de ter o melhor dia de sua vida no que diz respeito à sua fortuna pessoal. As ações da Meta saltaram 17,6% na quinta-feira (28), o que elevou em US$ 11 bilhões (cerca de R$ 54,3 bilhões) a fortuna de seu CEO de 37 anos.

A alta nas ações foi depois que a empresa informou que sua rede social, o Facebook, adicionou mais usuários do que o projetado no primeiro trimestre. Isso é o maior aumento em um dia que ele já teve, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index.

O enorme ganho de riqueza de Zuckerberg o elevou seis posições no índice de bilionários da Bloomberg, superando outros super ricos, incluindo Carlos Slim (dono da Claro) e Alice Walton (dona do Walmart).

Resultados animam

O recente crescimento de usuários do Facebook é uma guinada para a Meta, que relatou o primeiro declínio de usuários da plataforma nos últimos três meses de 2021. A recuperação do preço das ações sugere que os investidores estão menos preocupados com suas perspectivas de crescimento futuro em relação aos concorrentes.

Os usuários ativos diários do Facebook (DAU), uma métrica fundamental para os anunciantes, chegaram a 1,96 bilhão, um pouco acima da estimativa de 1,95 bilhão. O movimento influenciou vários nomes do setor de internet e tecnologia. Apple, Amazon e Alphabet subiram mais de 2%.

Dos 63 analistas que cobrem a ação ouvidos pela Reuters, 46 ​​têm classificação de "compra" ou superior e apenas dois analistas classificam a ação como "vender" ou inferior. O preço-alvo médio da ação é de 300 dólares, bem acima do preço de negociação atual de 200 dólares.

Mesmo após o aumento de quinta-feira, as ações da Meta ainda registravam queda de 39% este ano. A queda na fortuna de US$ 49,6 bilhões (R$ 244,8 bi) de Zuckerberg nos primeiros quatro meses de 2022 é maior do que qualquer um dos outros 20 bilionários mais ricos.