Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.707,76
    +195,38 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,82
    -0,29 (-0,33%)
     
  • OURO

    1.780,50
    +3,80 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    23.446,16
    -535,07 (-2,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    557,50
    -15,31 (-2,67%)
     
  • S&P500

    4.274,04
    -31,16 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.980,32
    -171,69 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.515,75
    -20,31 (-0,27%)
     
  • HANG SENG

    19.922,45
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    28.925,51
    -297,26 (-1,02%)
     
  • NASDAQ

    13.464,50
    -28,75 (-0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2651
    +0,0059 (+0,11%)
     

Tesla produz mais, mas entrega menos carros no 2º trimestre

Considerada a principal fabricante de carros elétricos do mundo, a Tesla divulgou os resultados do 2º trimestre de 2022 em sua página dedicada às informações aos investidores. E os dados apresentaram resultados que podem ser rotulados como, no mínimo, curiosos.

Por um lado, o negativo da história, a montadora de Elon Musk registrou, pela primeira vez nos últimos dois anos, uma queda no número de carros entregues aos consumidores. No total, foram 254.695, sendo 16.192 Model S ou Model X e 238.533 Model 3 ou Model Y.

O total de entregas ficou bem abaixo do que previam os analistas do setor, que esperavam algo na casa dos 270 mil, com alguns projetando a entrega de até 300 mil carros elétricos novos pela Tesla no 2º trimestre de 2022. A escassez de semicondutores, que até então não tinha atrapalhado, ajudou nos números negativos desta vez.

Produção da Tesla subiu no 2º trimestre, mas entregas caíram (Imagem: Divulgação/Tesla)
Produção da Tesla subiu no 2º trimestre, mas entregas caíram (Imagem: Divulgação/Tesla)

Segundo a marca, no entanto, a baixa histórica se deu por conta, principalmente, das novas restrições causadas pela pandemia da Covid-19, que obrigou o fechamento temporário das instalações da Tesla em Xangai, na China. Os resultados financeiros, por sua vez, serão divulgados apenas no dia 20 de julho.

Produção da Tesla cresceu no período

Se por um lado o resultado relacionado às entregas de novos carros foi o pior registrado nos últimos dois anos, o 2º trimestre de 2022 registrou o melhor mês da montadora no quesito produção da história da empresa. Um contraste, levando-se em conta os problemas mencionados com falta de suprimentos e fechamento temporário de uma das plantas.

“No segundo trimestre, produzimos mais de 258.000 veículos e entregamos mais de 254.000 veículos, apesar dos desafios contínuos da cadeia de suprimentos e das paradas de fábricas fora de nosso controle. Junho de 2022 foi o mês de maior produção de veículos na história da Tesla”, sintetizou a marca, em comunicado oficial.

Boa parte dos números positivos do período está relacionada ao aumento da capacidade de produção nas instalações da Gigafábrica a Tesla no Texas. O planejamento de Elon Musk para um futuro próximo é ter ao menos quatro plantas produzindo meio milhão de carros por ano. Estes números poderão dar à Tesla novos e impressionantes recordes dentro dos próximos 12 meses.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos