Mercado abrirá em 9 h 19 min
  • BOVESPA

    98.608,76
    -345,14 (-0,35%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.036,38
    +293,23 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,15
    +1,72 (+1,59%)
     
  • OURO

    1.811,70
    +10,20 (+0,57%)
     
  • BTC-USD

    20.234,10
    +1.141,37 (+5,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    439,42
    +19,28 (+4,59%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,86 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.232,65
    +64,00 (+0,89%)
     
  • HANG SENG

    21.938,18
    +107,83 (+0,49%)
     
  • NIKKEI

    26.369,24
    +215,43 (+0,82%)
     
  • NASDAQ

    11.670,25
    +59,00 (+0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5471
    -0,0069 (-0,12%)
     

Telefones Apple e Android hackeados por Spyware italiano, segundo Google

Ferramentas de pirataria de uma empresa com sede na Itália foram usadas para espionar smartphones com os sistemas da Apple e Android na Itália e no Cazaquistão, informou o Google nesta quinta-feira (23).

A equipe de análise de ameaças do Google disse que o spyware 'Hermit', criado pela empresa RCS Lab, visava telefones usando uma combinação de táticas, incluindo "downloads ocultos" que ocorrem sem que as vítimas percebam.

As preocupações sobre o software de espionagem foram alimentadas por veículos da imprensa, que informaram no ano passado que alguns governos usavam os programas Pegasus da empresa israelense NSO para vigiar opositores, ativistas e jornalistas.

"Eles alegam que só vendem para clientes com uso legítimo de software de vigilância, como agências policiais e de inteligência", disse a Lookout, especializada em segurança cibernética móvel, sobre empresas como NSO e RCS.

"Na realidade, essas ferramentas têm sido frequentemente usadas sob o pretexto de segurança nacional para espionar executivos de empresas, ativistas de direitos humanos, jornalistas, acadêmicos e funcionários do governo", acrescentou.

Os investigadores da Lookout afirmaram ter descoberto em abril que o spyware 'Hermit' estava sendo usado pelo governo do Cazaquistão dentro de suas fronteiras para espionar smartphones, poucos meses depois da repressão de manifestações antigoverno no país.

"Como muitos fornecedores de spyware, não se sabe muito sobre o RCS Lab e sua clientela. Mas pelas informações que temos, ele tem uma presença internacional considerável", acrescentou a Lookout.

Evidências sugerem que o 'Hermit' foi usado em uma região predominantemente curda da Síria, disse a empresa de segurança móvel.

gc/jm/llu/gm/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos