Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,10 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,43 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    59.777,05
    -16,33 (-0,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,35 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,00 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,30 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,06 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    -18,50 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Startup mexicana de carros usados Kavak atinge valor de US$4 bi, mira entrada no Brasil

Daina Beth Solomon
·2 minuto de leitura
.

Por Daina Beth Solomon

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A plataforma mexicana de carros usados Kavak disse à Reuters que atingiu valor de 4 bilhões de dólares após levantar 485 milhões de dólares em novos fundos.

Fundada em 2016 com apoio do grupo japonês SoftBank, a Kavak tornou-se o primeiro "unicórnio" tecnológico do México em outubro passado, superando valor de 1 bilhão de dólares.

O capital auxiliará a Kavak, plataforma online de compra e venda de carros usados que opera no México e Argentina, a estrear no Brasil nos próximos meses, disse o presidente da empresa, Carlos Garcia.

Ele afirmou esperar que o Brasil vai superar os dois mercados iniciais da Kavak. A plataforma pretende simplificar a compra de carros usados em mercados emergentes, onde os clientes em potencial sofrem para fugir de fraudes e obter empréstimos.

"Nós definitivamente prevemos o Brasil como o maior mercado para a Kavak", disse Garcia em entrevista na segunda-feira.

A empresa também planeja expansão em outros países da América Latina nos próximos 12 meses, e pretende levar o negócio a mercados emergentes fora da região em cerca de dois anos.

"Cruzar o Atlântico é uma das nossas ambições", disse Garcia. "Vemos muitos mercados - na Europa, no Sudeste Asiático, no Oriente Médio - onde poderíamos ter um valor significativo."

A última rodada de financiamento de Kavak, em janeiro, atraiu as firmas de investimento norte-americanas D1 Capital Partners, Founders Fund, Ribbit Capital e Bond Capital.

A Kavak lançou em maio passado o braço de financiamento Kavak Capital e Garcia disse que 60% dos clientes agora usam essa opção, que oferece taxas de juros de 14% a 20%, em comparação com as opções tradicionais, segundo ele, de até 60%.

Mas a rápida expansão também trouxe problemas, com alguns usuários reclamando em redes sociais dos serviços de atendimento ao cliente. Garcia reconheceu a necessidade de mais funcionários para lidar com essas questões e recrutou 1.500 pessoas no México nos últimos três meses, elevando o pessoal da Kavak para 2.500.

((Tradução Redação São Paulo))

REUTERS IL AAP