Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.312,57
    -30,68 (-0,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

PicPay lança serviço de empréstimo entre pessoas; entenda como funciona

·2 min de leitura
PicPay divulga vagas de emprego. Foto: Reprodução da Internet
PicPay divulga vagas de emprego. Foto: Reprodução da Internet
  • Modalidade recebe o nome de 'peer-to-peer lending' ou P2P

  • Risco de crédito é totalmente do investidor

  • Expectativa é que investidores tenham retornos a partir de 25% ao ano

Uma nova função do PicPay tem chamado a atenção dos usuários. A empresa anunciou o "Clube de Empréstimos", que permite o chamado “peer-to-peer lending”, ou empréstimo entre pessoas físicas.

Lançada oficialmente na última terça-feira (15), os investimentos podem ser feitos a partir de R$ 50 e a plataforma promete retornos a partir de 25% ao ano. Segundo o PicPay, o rendimento é mensal, com o pagamento de cada parcela do empréstimo, acrescidos de juros, e variam conforme o risco da operação, que é assumido pelo investidor.

Ou seja, se o negócio for considerado arriscado pela fintech, os juros recebidos são maiores. Quem precisar de dinheiro pode solicitar valores entre R$ 100 e até R$ 15 mil, e paga taxas a partir de 2,09% ao mês.

Importante lembrar que o risco de crédito é totalmente do investidor. Então se a pessoa que pegou dinheiro emprestado ficar inadimplente, o prejuízo fica com quem emprestou o valor por meio da plataforma.

Apesar disso, o Picpay afirma que, para trazer mais segurança, as contas têm controle antifraude e todos os pedidos passam por uma análise de crédito "completa e minuciosa".

“O Clube de Empréstimo reforça o compromisso do PicPay de ser um ecossistema completo, que simplifica como as pessoas lidam com sua vida financeira e conecta quem precisa de empréstimo com quem busca mais rentabilidade nos seus investimentos”, afirma Frederico Trevisan, executivo responsável pelo Marketplace Financeiro do PicPay.

Agiotagem liberada?

A funcionalidade já estava sendo testada com poucos usuários desde o início de março e gerou acusações de que a ferramenta estaria permitindo a agiotagem. Apesar da polêmica, essa modalidade de crédito foi aprovada em 2018, pelo Banco Central, com a criação da Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP).

Uma das vantagens apontadas para o modelo de empréstimo é que os juros são inferiores quando comparados com os bancos e instituições financeiras tradicionais. Isso se deve, principalmente, pelo fato do valor ter origem de uma outra pessoa física.

A expectativa também é que com formas de pagamentos facilitadas e juros mais baixos, os devedores conseguem arcar mais com os valores das parcelas, fazendo com que as taxas de inadimplência sejam reduzidas.

P2P é conhecido por outros serviços

Essa modalidade P2P foi bastante popularizada com o torrent. Nesse caso, é uma rede de computadores que compartilham arquivos pela internet. Não há um servidor geral, e sim usuários que ao mesmo tempo fazem download (filmes, games etc)e disponibilizam para que outros busquem arquivos em sua máquina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos