Mercado fechará em 16 mins
  • BOVESPA

    119.546,11
    -18,33 (-0,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.897,84
    +498,04 (+1,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,80
    -0,83 (-1,26%)
     
  • OURO

    1.814,50
    +30,20 (+1,69%)
     
  • BTC-USD

    55.921,61
    -1.275,60 (-2,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.449,48
    -21,93 (-1,49%)
     
  • S&P500

    4.188,99
    +21,40 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    34.474,24
    +243,90 (+0,71%)
     
  • FTSE

    7.076,17
    +36,87 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.637,46
    +219,46 (+0,77%)
     
  • NIKKEI

    29.331,37
    +518,77 (+1,80%)
     
  • NASDAQ

    13.523,50
    +32,50 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3749
    -0,0520 (-0,81%)
     

Ibovespa fecha em queda com perdas em NY e bancos; Itaú recua mais de 4%

Paula Arend Laier
·4 minuto de leitura
Sede B3

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em queda de mais de 1% nesta terça-feira, abaixo dos 118 mil pontos, contaminado pelo sinal negativo em Wall St e com bancos entre as maiores baixas, incluindo Itaú Unibanco.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 1,26%, a 117.712,00 pontos. O volume financeiro somou 31,8 bilhões de reais.

Em NY, o S&P 500 cedeu 0,67% e o Nasdaq Composite recuou 1,9%, pressionado pelo declínio de ações de tecnologia, como Microsoft, Alphabet, Apple, Amazon.com e Facebook.

Comentários da secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, sobre a necessidade potencial de aumento da taxa de juros também repercutiram.

Na visão do analista Régis Chinchila, da Terra Investimentos, além do efeito externo e da pressão dos bancos, o pregão também teve o noticiário político no radar, incluindo a CPI da Covid e o texto da reforma tributária.

O relator da reforma tributária em comissão mista do Congresso começou a ler seu parecer sobre a reestruturação do sistema de tributos e impostos. Mas uma versão final do texto só deve ser apresentada na semana que vem.

O depoimento do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta à CPI da Covid nesta terça-feira também ocupou as atenções, com ele afirmando que o país sempre esteve um passo atrás do vírus ao não adotar medidas de restrição de locomoção.

"O mercado continua acompanhando a CPI da Covid com receios sobre a sua politização e 'contaminação' do cenário de recuperação da economia brasileira", acrescentou Chinchila.

DESTAQUES

- ITAÚ UNIBANCO PN caiu 4,27%, revertendo ganhos da abertura, um dia após o maior banco do país divulgar resultado acima do esperado pelo mercado, com redução de provisões e ganhos de tesouraria. A inadimplência em empréstimos do banco também está menor do que o Itaú esperava, disse o presidente-executivo, Milton Maluhy,. Na visão do analista Alexandre de Macedo Marques Filho, da Elite Investimentos, o resultado acima do esperado veio baseado em eventos não recorrentes, como os ganhos de tesouraria, segmento de atuação menos sustentável, enquanto a margem com clientes e tarifas tiveram desempenho abaixo do esperado.

- BRADESCO PN, que apresenta balanço ainda nesta terça-feira, recuou 3%, em sessão negativa de modo geral para o setor. BANCO INTER UNIT fechou em queda de 7,7%, capitaneando as perdas do Ibovespa, no qual entrou neste mês, em meio a movimentos de realização de lucros após renovar máxima histórica na segunda-feira. BTG PACTUAL UNIT cedeu 3,88%.

- LOCALIZA ON perdeu 2,14%, mesmo após a maior companhia de aluguel de veículos e gestão de frotas do país reportar lucro de 482,3 milhões de reais no primeiro trimestre, mais que o dobro do mesmo período do ano passado. Analistas do Bank of America avaliaram que a Localiza apresentou bons resultados, mas que parte do desempenho refletiu eventos transitórios na dinâmica de carros usados, enquanto o seu negócios principal (aluguel de veículos) apresentou desempenho um pouco mais fraco do que o esperado. Executivos da Localiza ainda afirmaram que registra demanda forte em gestão de frota, mas que enfrenta atrasos em entregas de montadoras.

- PETRORIO ON avançou 3,7%, tendo de pano de fundo Ebitda ajustado de 427,9 milhões de reais nos três primeiros meses do ano, alta de 1.209% na comparação anual, enquanto a produção avançou 33,6%. Analistas do BTG Pactual destacara que o resultado foi fotye, bem acima do esperado, com o principal destaque sendo o preço realizado de óleo em 62,2 dólares o barril, um prêmio de 1 dólar o barril em relação ao contrato de Brent. O presidente da petroleira também disse que a companhia permanece na disputa por Albacora, da Petrobras, e que avalia outros ativos.

- PETROBRAS PN caiu 2,3%, mesmo com a alta dos preços do petróleo no exterior, onde o Brent valorizou-se 1,95%.

- VALE ON subiu 1,51%, em sessão positiva no setor de mineração e siderurgia, com CSN ON, GERDAU PN e USIMINAS PNA fechando em alta. O pregão teve de pano de fundo dados da Fenabrave mostrando que a venda de veículos novos caiu em abril ante março.

- ALPARGATAS PN, que não está no Ibovespa, disparou 13,77%, em meio ao resultado do primeiro trimestre da dona das marcas Havaianas e Osklen, com crescimento de 98,8% no Ebitda recorrente, além de acordo para aquisição da startup de tecnologia Ioasys. "Foi um resultado sólido, com mercado internacional forte e acima da expectativa. Esperamos resultados crescentes ao longo do ano, com o avanço da vacinação/consumo de seus produtos", afirmaram analistas da Mirae Asset.

- MÉLIUZ ON, que também não está no Ibovespa, avançou 5,51%, renovando recorde de fechamento a 38,50 reais. O conselho de administração da gestora de programas de cupons de desconto e cashback aprovar programa de recompra de até 7.442.125 ações ordinárias, representativas de até 10% das ações em circulação da companhia.