Mercado abrirá em 1 h 38 min
  • BOVESPA

    112.486,01
    +1.576,40 (+1,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.684,86
    +1.510,80 (+3,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,49
    -0,06 (-0,07%)
     
  • OURO

    1.792,90
    +33,00 (+1,88%)
     
  • BTC-USD

    17.106,35
    +214,06 (+1,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    405,32
    +4,62 (+1,15%)
     
  • S&P500

    4.080,11
    +122,48 (+3,09%)
     
  • DOW JONES

    34.589,77
    +737,24 (+2,18%)
     
  • FTSE

    7.575,82
    +2,77 (+0,04%)
     
  • HANG SENG

    18.736,44
    +139,21 (+0,75%)
     
  • NIKKEI

    28.226,08
    +257,09 (+0,92%)
     
  • NASDAQ

    12.018,00
    -24,25 (-0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4083
    +0,0118 (+0,22%)
     

Governo quer dar voucher para caminhoneiros comprarem combustível

Governo vai criar um voucher de R$ 400 para caminhoneiros comprarem combustível (EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Governo vai criar um voucher de R$ 400 para caminhoneiros comprarem combustível (EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
  • Governo federal também decidiu pela ampliação do vale-gás;

  • Medida terá de ser incluída em uma PEC já correndo no Senado para ser aprovada ainda neste ano;

  • Liderança dos caminhoneiros criticou a medida, afirmando que solução é a revogação do PPI.

O governo federal, através do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e dos líderes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), está articulando medidas para enfrentar o aumento do preço dos combustíveis, em especial do diesel, bastante utilizado pelos caminhoneiros.

Nesta terça-feira (21), os políticos se encontraram na residência oficial do presidente da Câmara onde, segundo uma fonte presente na reunião, ficou acertada a criação de um voucher para os caminhoneiros, categoria que compôs uma das bases eleitorais do presidente Bolsonaro na eleição de 2018.

Foi decidido também a ampliação do vale-gás, que atualmente oferece um valor de 50% do botijão de 13 kgs a cada dois meses para famílias de baixa renda cadastradas no CRAS. Para tentar contornar a proibição da lei eleitoral, que impede a criação e ampliação de programas sociais em ano de eleição, o governo deve tentar incluir ambas medidas em uma PEC que já corre no Senado.

Ainda não se sabe quais alterações serão feitas no vale-gás, mas estima-se que o novo auxílio dado aos caminhoneiros seja no valor de R$ 400. Entretanto, a fonte afirmou que ainda não se tem decidido de onde virá o dinheiro para o novo programa social.

Wallace Landim, presidente da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava), afirmou que o governo está errado em ir em direção à criação de um voucher, e que o valor de R$ 400 não é suficiente para fazer alguma diferença.

"Ontem abasteci no posto a R$ 8,70 o litro e o governo falando em voucher de R$ 400 de diesel. Já falamos, na outra vez, que caminhoneiro não quer esmola. O governo tem de ter coragem de bater de frente com acionista e retirar a Política de Paridade de Preço Internacional da Petrobras", afirmou o líder da categoria.