Mercado abrirá em 5 h 39 min
  • BOVESPA

    117.560,83
    +363,01 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,85 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,63
    +0,18 (+0,20%)
     
  • OURO

    1.718,70
    -2,10 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    19.922,10
    -305,68 (-1,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    453,66
    -9,47 (-2,04%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,93 (-1,15%)
     
  • FTSE

    6.991,50
    -5,77 (-0,08%)
     
  • HANG SENG

    17.771,99
    -240,16 (-1,33%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.516,75
    -25,00 (-0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0860
    -0,0275 (-0,54%)
     

Ferrari de 1955 pode chegar a R$ 157 milhões em leilão

Ferrari de 1955 vai a leilão em agosto. Foto: Divulgação/RM Sotheby's.
Ferrari de 1955 vai a leilão em agosto. Foto: Divulgação/RM Sotheby's.
  • Uma Ferrari 410 Sport Spider, de 1955, será leiloada nos EUA em agosto;

  • Estima-se que o valor final fique entre US$ 25 milhões e US$ 30 milhões;

  • Carro foi pilotado pelo célebre automobilista Carroll Shelby.

Uma Ferrari 410 Sport Spider, de 1955 e dirigida pelo célebre piloto estadunidense Carroll Shelby, será leiloada pela RM Sotheby’s, na cidade de Monterey, na Califórnia, entre os dias 18 e 20 agosto.

Estima-se que o valor final fique entre US$ 25 milhões e US$ 30 milhões, cerca de R$ 131 milhões e R$ 157 milhões na cotação atual, respectivamente.

Segundo o porta-voz da casa de leilões, Ethan Gibson, o automobilista, que morreu em 2012, “ganhou mais corridas neste carro do que qualquer outro carro que ele já dirigiu, catapultando ele para a fama da corrida".

Leia também:

Após a aposentadoria da carreira, o carro passou pelas mãos de colecionadores de todo o mundo, como o empresário norte-americano Bill Marriott, que possuiu a Ferrari por um breve período. O atual proprietário, cuja identidade não foi revelada pela RM Sotheby's, comprou a Ferrari em 2006.

“Automóveis que podem participar de corridas, eventos e ralis vintage estão aumentando em valor e ganhando interesse de colecionadores ao redor do mundo”, afirma Gibson.

Para ele, o “comprador ideal” é alguém que possa apreciar a história do carro e dos pilotos célebres que o dirigiram.

O lote que será leiloado também inclui o primeiro troféu conquistado por Shelby no veículo, em 1956, e o último, em 1958, assim como a placa original da corrida de Nassau de 1957.