Mercado abrirá em 5 h 57 min
  • BOVESPA

    117.560,83
    +363,01 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,88 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,23
    -0,22 (-0,25%)
     
  • OURO

    1.717,30
    -3,50 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    19.868,74
    -337,09 (-1,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    452,49
    -10,64 (-2,30%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,96 (-1,15%)
     
  • FTSE

    6.997,27
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    17.774,67
    -237,48 (-1,32%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.479,75
    -62,00 (-0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0860
    -0,0275 (-0,54%)
     

Fábrica gigante de chocolate encontra salmonella em produtos

A doença se manifesta através da ingestão de alimentos contaminados, como leite não pasteurizado (Getty Image)
A doença se manifesta através da ingestão de alimentos contaminados, como leite não pasteurizado (Getty Image)
  • Contaminação foi identificada em fábrica europeia

  • As autoridades de segurança alimentar estão entrando em contato com clientes

  • Corporação fornece insumos para Hershey, Mondelez e Nestlé

O famoso chocolate belga é conhecido pelo sabor e pela qualidade. No entanto, a empresa suíça Barry Callebaut, uma das maiores do mundo no segmento de chocolate, anunciou que foi detectada a presença de salmonella em uma fábrica na Bélgica.

"Nossos especialistas identificaram a lecitina como a fonte da contaminação", informou a empresa em comunicado. A companhia disse ainda que "todos os produtos de chocolate fabricados em Wieze após 25 de junho foram embargados" e que as linhas de produção "serão desinfetadas antes de reiniciar" a fabricação.

Além disso, a companhia disse que informou as autoridades belgas de segurança alimentar e está entrando em contato com clientes que possam ter comprado produtos contaminados. "Todos os produtos fabricados desde o teste foram bloqueados. A produção de chocolate em Wieze permanece suspensa até novo aviso", explicou o porta-voz Korneel Warlop.

A sede da empresa fica em Zurique, na Suíça, mas a contaminação ocorreu em Wieze, uma unidade de fabricação a nordeste de Bruxelas. Entre os principais clientes do grupo Barry Callebaut estão Hershey, Mondelez e Nestlé. A corporação fornece preparações à base de cacau e chocolate para essas marcas.

Caso Kinder

Essa não é a primeira vez que uma empresa de chocolates sofre com o problema neste ano. A contaminação aconteceu logo após um surto de salmonela causado por Kinder Eggs em abril, com 76 casos, a maioria crianças menores de cinco anos.

A doença se manifesta através da ingestão de alimentos contaminados, como ovos, carnes mal-cozidas, leite não pasteurizado e até mesmo a água.