Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.005,22
    +758,07 (+0,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.289,91
    +895,88 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,00
    -0,21 (-0,19%)
     
  • OURO

    1.837,10
    -4,10 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    30.566,99
    +1.695,19 (+5,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    680,76
    +28,53 (+4,37%)
     
  • S&P500

    3.900,79
    -22,89 (-0,58%)
     
  • DOW JONES

    31.253,13
    -236,94 (-0,75%)
     
  • FTSE

    7.302,74
    -135,35 (-1,82%)
     
  • HANG SENG

    20.525,51
    +404,83 (+2,01%)
     
  • NIKKEI

    26.621,03
    +218,19 (+0,83%)
     
  • NASDAQ

    11.998,75
    +120,50 (+1,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1736
    -0,0452 (-0,87%)
     

Elon Musk indica que poderia reverter banimento de Trump do Twitter

·1 min de leitura
Sem dizer nomes, Elon Musk disse na quinta-feira (14) que é necessário ser “muito cauteloso com proibições permanentes” no Twitter. Foto: Paul Hennessy/SOPA Images/LightRocket via Getty Images.
Sem dizer nomes, Elon Musk disse na quinta-feira (14) que é necessário ser “muito cauteloso com proibições permanentes” no Twitter. Foto: Paul Hennessy/SOPA Images/LightRocket via Getty Images.
  • Elon Musk disse na quinta-feira (14) que é necessário ser “muito cauteloso com proibições permanentes”.

  • Na última quinta-feira (14), o bilionário propôs a compra do Twitter por US$ 43 bilhões, o equivalente a R$ 202 milhões na cotação atual.

  • Em resposta à oferta de compra não solicitada de Musk, a plataforma anunciou um plano de direitos dos acionistas de duração limitada, conhecido como “pílula venenosa”.

Desde que comprou 9% das ações do Twitter nas últimas semanas, Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX, tem seu nome presente em manchetes quase diárias.

Na última quinta-feira (14), o bilionário propôs a compra da rede social por US$ 43 bilhões, o equivalente a R$ 202 milhões na cotação atual.

Segundo o magnata, o interesse de compra seria motivado pela falha da empresa em ser uma "plataforma de liberdade de expressão".

Também na quinta-feira, Musk disse em um Ted Talk que é necessário ser “muito cauteloso com proibições permanentes”. A frase levou muitos a pensar em Donald Trump, o ex-presidente dos Estados Unidos.

Leia também:

O magnata do ramo imobiliário teve sua conta banida da rede social em janeiro de 2021, após a invasão do Capitólio.

Na época, o CEO da Tesla escreveu que “muitas pessoas ficariam muito descontentes com grandes empresas de tecnologia da Costa Oeste agindo como árbitros da liberdade de expressão”.

Quando fez a oferta pela compra do Twitter, o magnata da Tesla enviou uma carta à presidência da plataforma, na qual escreveu que a “liberdade de expressão é um imperativo social”.

Na sexta-feira (15), em resposta à oferta de compra de Musk, a companhia anunciou uma medida de direitos dos acionistas de duração limitada, conhecida como “pílula venenosa”, projetada para “reduzir a probabilidade de qualquer entidade, pessoa ou grupo obter o controle do Twitter por meio da acumulação de mercado aberto sem pagar a todos os acionistas um prêmio de controle apropriado”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos