Mercado fechará em 1 h 13 min
  • BOVESPA

    98.745,42
    -876,16 (-0,88%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.795,74
    -265,87 (-0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    105,83
    -3,95 (-3,60%)
     
  • OURO

    1.807,90
    -9,60 (-0,53%)
     
  • BTC-USD

    19.017,34
    -1.036,43 (-5,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    408,74
    -22,73 (-5,27%)
     
  • S&P500

    3.790,43
    -28,40 (-0,74%)
     
  • DOW JONES

    30.775,50
    -253,81 (-0,82%)
     
  • FTSE

    7.169,28
    -143,04 (-1,96%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    26.393,04
    -411,56 (-1,54%)
     
  • NASDAQ

    11.605,25
    -85,75 (-0,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4623
    +0,0517 (+0,96%)
     

E-commerce brasileiro tem melhor faturamento dos últimos anos em janeiro

·2 min de leitura

Com faturamento de mais de R$ 13,8 bilhões no e-commerce, janeiro de 2022 trouxe crescimento de 21% em relação ao mesmo mês de 2021 (R$ 11,5 milhões) para o setor no Brasil. O volume de compras online chegou a 31,1 milhões, 22% a mais que os 25,5 milhões de pedidos do ano anterior.

Os dados são da Neotrust, que monitora mais de 85% do e-commerce brasileiro. “Entre os destaques estão as compras na categoria saúde. Em janeiro de 2022, o faturamento foi de R$ 297,2 milhões, 64% mais que os R$ 181,2 milhões de janeiro de 2021, que foram 109% superiores em relação a janeiro de 2020 (R$ 86,7 milhões)”, aponta Paulina Dias, head de inteligência da Neotrust.

Remédios têm sido cada vez mais procurados online. Em janeiro de 2022, as vendas de remédios tiveram faturamento de R$ 171,7 milhões — 91% a mais do que os R$ 90,1 milhões de janeiro de 2021 (que já haviam superado em 107% os R$ 43,6 milhões de janeiro de 2020).

Remédios têm faturamento de mais de R$ 170 milhões no e-commerce (Imagem: Reprodução/Envato//Maxxyustas)
Remédios têm faturamento de mais de R$ 170 milhões no e-commerce (Imagem: Reprodução/Envato//Maxxyustas)

Já inaladores e nebulizadores atingiram faturamento de R$ 2,6 milhões em janeiro de 2022. O valor é 178% maior que os R$ 949,9 mil de janeiro de 2021, que superou janeiro de 2020 em 16%. “Em janeiro deste ano. O faturamento foi maior do que a soma dos meses de janeiro dos últimos três anos. A região Sudeste concentra 76% dos pedidos e 74% do faturamento da categoria.”

Categorias que mais cresceram

Em termos de crescimento, os destaques vão para pet shops, que cresceu 57% em janeiro de 2022 em comparação com 2021, e ar-condicionado e ventilação, cujo faturamento aumentou 50%.

Quando se compara o aumento no número de pedidos, a categoria de alimentos e bebidas teve 94% mais pedidos em janeiro de 2022 do que em janeiro de 2021. Em seguida, vêm saúde e pet shop, com aumentos de 61% e 48%, respectivamente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos