Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    47.972,91
    -7.035,70 (-12,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Coruja gigante e rara faz sua primeira aparição pública em 150 anos

·1 min de leitura

Existe uma espécie de coruja chamada Bubo shelleyi, que se destaca por conta de seu tamanho exorbitante. No entanto, é tão rara que não é vista pelos humanos desde 1870. Ou melhor: não era vista, porque ecologistas do Imperial College London conseguiram não apenas encontrar uma dessas corujas, como também fotografá-la.

Segundo os especialistas, a espécie esteve nas sombras das florestas tropicais africanas nos últimos 150 anos. Apesar de grandes, essas aves são bem camufladas pelas árvores. “A coruja era tão grande que no início pensamos que fosse uma águia. Felizmente, ela se empoleirou em um galho baixo e, quando erguemos nossos binóculos, nosso queixo caiu. Não há nenhuma outra coruja tão grande nas florestas tropicais da África", aponta Dr. Joseph Tobias, do Departamento de Ciências da Vida do Imperial College London.

A foto confirmou a identidade da coruja-águia Shelley devido ao pássaro exibir seus traços característicos, que incluem olhos pretos distintos, um bico amarelo e, é claro, seu tamanho acima do comum. A espécie é atualmente considerada vulnerável à extinção, com ameaças que incluem, por exemplo, a degradação do habitat devido à atividade humana.

Com uma população estimada em apenas alguns milhares de membros, os conservacionistas esperam que a última aparição da coruja motive novos esforços para salvar a espécie.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos