Mercado fechará em 3 h 55 min
  • BOVESPA

    113.547,11
    +34,73 (+0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.457,20
    -344,48 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,35
    -0,18 (-0,21%)
     
  • OURO

    1.776,30
    -13,40 (-0,75%)
     
  • BTC-USD

    23.394,38
    -507,94 (-2,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    555,01
    -17,81 (-3,11%)
     
  • S&P500

    4.260,34
    -44,86 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.888,54
    -263,47 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.515,75
    -20,31 (-0,27%)
     
  • HANG SENG

    19.922,45
    +91,93 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    29.222,77
    +353,86 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    13.423,25
    -235,00 (-1,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2620
    +0,0302 (+0,58%)
     

Conheça a história do dono do aplicativo Telegram

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Telegram foi criado pelo russo Pavel Durov, em 2014
Telegram foi criado pelo russo Pavel Durov, em 2014
  • Aplicativo foi criado em 2014, por Pavel Durov;

  • Criador do Telegram também criou a maior rede social da região, a VK;

  • Telegram foi bloqueado no Brasil por decisão do Ministro Alexandre de Moraes.

Com o recém banimento do Telegram no Brasil, muitas pessoas vem se perguntando se o aplicativo de origem criado pelo russo Pavel Durov teria alguma ligação com o governo de Vladimir Putin. Muito pelo contrário.

Durov, conhecido como o Zuckerberg russo na região da Europa Oriental, na verdade teve de fugir de seu país, após se recusar a colaborar com o governo da Rússia.

Junto de seu irmão, Nikolai, o programador, que hoje tem 37 anos, criou em 2006 a maior rede social do país, a Vkontakte, ou VK como é apelidada. Em 2011, no entanto, Pavel Durov se viu obrigado a fugir do país, após se recusar a fornecer dados de usuários para o governo e se negar a fechar páginas de opositores políticos de Putin.

Hoje Durov vive em Dubai, nos Emirados Árabes, mas durante vários anos para sua proteção ele teve de se mudar de país a cada poucos meses.

Em 2013, 40% da rede foi comprada pela United Capital Partners, um fundo aliado do governo Putin. Após outros movimentos financeiros, 88% da rede se viu nas mãos de amigos do presidente. Por conta disso, em 2014 Durov abandonou a rede e se estabeleceu na pequena ilha de São Cristóvão e Nevis, no Caribe.

No mesmo ano ele lançou o Telegram, aplicativo de mensagens instantâneas. De acordo com Durov, a ideia veio após a polícia invadir sua casa, em São Petersburgo, Rússia, em 2011. Segundo o programador, neste momento ele percebeu que não tinha meios para conversar com seu irmão de maneira sigilosa, o que levou a criação do Telegram, que já vem com uma ferramenta de criptografia há anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos