Mercado abrirá em 2 h 14 min
  • BOVESPA

    98.541,95
    -1.079,62 (-1,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.524,45
    -537,16 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,87
    +2,11 (+2,00%)
     
  • OURO

    1.791,30
    -16,00 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    19.214,56
    +145,65 (+0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    413,98
    -17,49 (-4,05%)
     
  • S&P500

    3.785,38
    -33,45 (-0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.775,43
    -253,88 (-0,82%)
     
  • FTSE

    7.195,93
    +26,65 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.494,50
    -35,00 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4636
    -0,0420 (-0,76%)
     

Como o agronegócio brasileiro pode ganhar com a seca na Índia

Índia suspende exportação de trigo após forte onda de calor no país. (Foto: AP Foto/Channi Anand)
Índia suspende exportação de trigo após forte onda de calor no país. (Foto: AP Foto/Channi Anand)

A paralisação das exportações de trigo da Índia, anunciada neste sábado (14) podem ser positivas para o agronegócio brasileiro. O país vem sofrendo com a forte onda de calor e tomou a medida com o objetivo de assegurar o mercado interno e diminuir os impactos dos preços locais.

Os termômetros têm registrado temperaturas na casa dos 50°C, havendo relato de pessoas passando mal e com dificuldade de respirar.

Segundo porta-voz do governo, as exportações lastreadas em cartas de crédito que já foram emitidas serão enviadas. Além disso, países que precisam do cereal para atender questões de segurança alimentar também serão atendidos.

A Índia é o segundo maior exportador dos grãos de trigo, ficando atrás apenas da China. O país já havia subido os índices do trigo para patamares recordes, atingindo 25.000 rúpias (320 dólares) por tonelada, bem acima do preço mínimo do governo de 20.150 rúpias.

A deliberação, que é criticada por ministros do G7 (grupo formado pelos sete países mais ricos do Mundo: Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido), deve prejudicar especialmente países mais pobres da África e Ásia.

O governo indiano defende que a medida é necessária e que pode ser revisada.

Agronegócio brasileiro

O mundo já vinha sofrendo com o desabastecimento do cereal desde que a guerra na Ucrânia foi deflagrada. Com o decreto da Índia, o Brasil, que já é um grande exportador da commodity, pode ser favorecido com o aumento de suas exportações ao mercado global.

A cada ano, o plantio no Brasil vem se aperfeiçoando, melhorando a qualidade de diferentes cultivares. Com isso, o setor está otimista com o cultivo do cereal que vem ganhando em produtividade e em expansão de área plantada.

Este ano, as exportações do produto brasileiro alcançaram níveis recordes em volume e em valor. Em janeiro e fevereiro foram comercializados 1,48 milhão de toneladas, aumento de 184,2%. Os principais destinos foram a Arábia Saudita, Marrocos e Indonésia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos