Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.402,27
    +1.930,27 (+1,81%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.354,86
    +631,46 (+1,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,20
    -0,56 (-0,62%)
     
  • OURO

    1.800,20
    -5,00 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    23.748,33
    +518,35 (+2,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    554,54
    +11,66 (+2,15%)
     
  • S&P500

    4.140,06
    -5,13 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    32.832,54
    +29,04 (+0,09%)
     
  • FTSE

    7.482,37
    +42,63 (+0,57%)
     
  • HANG SENG

    19.870,21
    -175,56 (-0,88%)
     
  • NIKKEI

    27.989,55
    -259,69 (-0,92%)
     
  • NASDAQ

    13.180,50
    -2,75 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2097
    +0,0003 (+0,01%)
     

Cliente cai no golpe do boleto falso e é indenizada em R$ 10 mil

Golpe usando boleto e Pix são os favoritos dos bandidos
Golpe usando boleto e Pix são os favoritos dos bandidos

Em São Paulo, uma cliente de plano de saúde pagou duas vezes uma fatura para não ter o serviço cancelado. A primeira fatura tratava-se de um boleto falso, golpe que tem circulado e feito vítimas pelo país. A juíza Luciana Mendes Simões, da 4ª Vara Cível do Foro Regional da Penha de França, sentenciou o banco a pagar R$ 10 mil de indenização à consumidora, devido ao vazamento de dados sigilosos.

Nesta semana, a decisão foi mantida pela 15ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo contra o Banco Bradesco responsável pelo dano moral e material contra a consumidora, como aponta o desembargador Ramon Mateo Júnior. O relator do recurso diz que o banco tem responsabilidade direta no caso por vazar dados sigilosos, ser permissivo com o cadastro de boletos falsos e autorizar o pagamento errôneo.

A vítima só percebeu a fraude quando recebeu um aviso de inadimplência do serviço que já havia pago. Para não cair no mesmo golpe, a entidade de defesa do consumidor Proteste alerta que é preciso redobrar a atenção ao realizar um pagamento. É importante conferir dados do boleto, observar se os dígitos do código de barra referem-se mesmo ao valor a ser pago e se os dígitos são idênticos ao da instituição bancária recebedora. E, se por descuido, cair no “golpe do boleto falso” é necessário ser rápido e acionar o banco sobre a fraude para tentar o cancelamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos