Mercado fechará em 4 hs
  • BOVESPA

    113.561,30
    +48,91 (+0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.479,99
    -321,69 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,30
    -0,23 (-0,27%)
     
  • OURO

    1.775,80
    -13,90 (-0,78%)
     
  • BTC-USD

    23.397,50
    -504,79 (-2,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    555,04
    -17,78 (-3,10%)
     
  • S&P500

    4.256,50
    -48,70 (-1,13%)
     
  • DOW JONES

    33.857,13
    -294,88 (-0,86%)
     
  • FTSE

    7.515,75
    -20,31 (-0,27%)
     
  • HANG SENG

    19.922,45
    +91,93 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    29.222,77
    +353,86 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    13.420,75
    -237,50 (-1,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2520
    +0,0202 (+0,39%)
     

Além do Telegram: confira outros 6 aplicativos de mensagens

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Telegram foi banido do Brasil nessa sexta-feira, 18
Telegram foi banido do Brasil nessa sexta-feira, 18
  • Há programas que não interferem na privacidade do usuário;

  • No Discord usuário é capaz de criar um servidor para si e seus amigos;

  • Telegram foi banido do Brasil por ordens do Supremo Tribunal Federal.

Com o bloqueio do aplicativo de mensagens Telegram na ultima sexta-feira, 18, pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, muitos dos milhões dos usuários do programa podem estar se perguntando qual outro aplicativo pode-se usar para preencher o espaço do Telegram.

No momento, no Brasil há uma lista com seis aplicativos com as mesmas funções do app russo.

WhatsApp

Utilizado pela maioria dos brasileiros, o WhatsApp é provavelmente já conhecido pelos leitores desta matéria. O que pode-se não saber é que neste ano ele deverá receber diversas novas atualizações que o trarão ferramentas que existiam no Telegram, como as linhas de transmissões.

Messenger

Outro app bastante popular é o Messenger, também do Mark Zuckerberg. Antes criado apenas para usuários do Facebook, o programa cresceu e pode ser utilizado já em plataforma própria.

O app não é conhecido pelo anonimato e proteção dos dados dos usuários, mas sim por algumas outras ferramentas como o reconhecimento facial e uma sala para assistir filmes com os amigos.

Signal

O Signal já tem alguns usuários fãs do aplicativo por aqui, mas ainda não é muito conhecido pela maior parte dos brasileiros.

O app não coleta nenhum tipo de dados do usuário, além de ter criptografia de ponta a ponta e não pedir acesso aos contatos, mensagens ou imagens para funcionar. É realmente um aplicativo dedicado a privacidade, e por isso, é a escolha de grandes nomes da tecnologia, como Elon Musk, Edward Snowden e Jack Dorsey

Google Hangouts

Ferramenta da Google para conversas, o programa ficou bastante famoso durante a pandemia ao permitir reuniões de trabalho à distância. Nele o usuário pode criar chats com até 100 pessoas

Skype

Tradicional e já conhecido, o Skype vem perdendo seu espaço em meio aos grandes competidores que foram surgindo. O programa foi um dos primeiros a permitir chamadas de voz à distância via internet, além de chamadas em grupo. Em seu site é possível criar uma vídeo chamada gratuita sem a necessidade de instalar ou criar uma conta.

Discord

Criado há alguns anos atrás com foco no público gamer, o Discord aumentou de popularidade também com a pandemia. Nele o usuário pode criar um servidor para estar em contato direto com seus amigos, colegas de trabalho ou escola.

No servidor é possível criar diversos espaços temáticos, alguns para conversas mais específicas, como para um time de uma empresa, e outras para assuntos mais gerais, como um grupo de amigos que estão sempre no servidor.

O Discord tem uma versão gratuita, que impõe limite em quantas pessoas pode haver em um servidor. A versão paga, Discord Nitro, além de permitir servidores muito maiores, ainda acompanha diversas outras melhorias gráficas e organizacionais.

A empresa, assim como o Telegram, vem recebendo críticas por permitir determinados assuntos em sua plataforma. Ao contrário do Telegram, no entanto, o Discord tem buscado combater conteúdos sobre violência e discursos de ódio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos