Mercado fechado
1 / 6

Smartphone

Os queridinhos do consumidor na Black Friday tiveram alta de preços de 5,4%, segundo a pesquisa do JáCotei (Foto:Getty Images)

7 produtos que já estão mais caros antes da Black Friday

Data tipicamente americana, a Black Friday já caiu no gosto do brasileiro. No ano passado, o evento vendeu R$ 2,6 bilhões somente no e-commerce, segundo dados da Ebit/Nielsen. No entanto, levantamento do Procon mostra que cerca de 30% das reclamações estão relacionadas a falsas promoções.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

BAIXE O APP DO YAHOO FINANÇAS (ANDROID / iOS)

Uma recente pesquisa do comparador de preços JáCotei, com 16 categorias de produtos, indica que os preços de produtos normalmente buscados na Black Friday já subiram 5,7%, entre 29 de setembro e 29 de outubro.

“Essa é uma das datas mais importantes do comércio eletrônico, e práticas como essas, que servem apenas para chamar o público acabam deturpando o real conceito da Black Friday. Por isso, o consumidor deve estar bem atento aos sites que irão comprar e, claro, pesquisar sempre”, garante Leo Frade, especialista em varejo, pós-venda e um diretor da startup Send4.

Leia também

Ao lembrar que a maior queixa dos consumidores está vinculada à política de preços, Rubens Leite, sócio do RGL Advogados, orienta: "É importante que o consumidor preste atenção na evolução dos preços durante as semanas que antecedem à Black Friday, para mapear se realmente é um desconto válido e atrativo. Muitas empresas vão subindo aos poucos os preços até chegar em um valor alto próximo da Black Friday e, quando a data realmente chega, voltam ao preço original - ou seja, nenhum desconto foi dado".

Confira alguns produtos que já registram alta de preço, segundo o comparador JáCotei: