Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.560,83
    +362,83 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,88 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,04
    +0,59 (+0,67%)
     
  • OURO

    1.720,50
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.940,04
    -206,47 (-1,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    456,11
    -7,01 (-1,51%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,96 (-1,15%)
     
  • FTSE

    6.997,27
    -55,35 (-0,78%)
     
  • HANG SENG

    18.012,15
    -75,85 (-0,42%)
     
  • NIKKEI

    27.311,30
    +190,80 (+0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.507,75
    -34,00 (-0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0938
    -0,0197 (-0,39%)
     

Intel anuncia expansão de seu programa de caça-bugs em seus produtos

·1 min de leitura

Nesta última quinta-feira (03), a Intel anunciou uma expansão para o seu programa de caça-bugs interno, explicando por meio de um comunicado que ela está planejando criar uma nova iniciativa, chamada de Project Circuit Breaker (projeto quebra de circuito, em tradução livre).

A nova iniciativa caça-bugs da Intel irá reunir desenvolvedores e hackers de alto nível para avaliarem e buscarem por falhas em vários sistemas da Intel, como firmwares, placas de vídeo, processadores e outros itens.

A iniciativa será realizada a partir de eventos limitados em que desenvolvedores escolhidos pela Intel irão receber os dispositivos e sistemas para os testes, e visa a partir disso oferecer novas oportunidades de treinamento e aproximação com a equipe de engenharia da empresa.

O primeiro evento do Project Circuit Breaker começou em dezembro e acabará em maio, e conta com 20 desenvolvedores que estão trabalhando para verificar e descobrir falhas em processadores Intel Core i7 de décima segunda geração. Informações sobre futuros participantes ou as próximas fases da iniciativa ainda não foram anunciadas.

Popularização de caça-bugs na indústria

<em>Prgramas de caça-bugs vem se popularizando no mercado. (Imagem: Divulgação/1Password)</em>
Prgramas de caça-bugs vem se popularizando no mercado. (Imagem: Divulgação/1Password)

Segundo a Intel, o seu programa de caça-bugs, desde seu lançamento, foi responsável pela detecção de 97 das 113 vulnerabilidades de seus produtos descobertas por pessoas de fora de empresa, mostrando que o sistema está trazendo bons resultados para a corporação.

Além disso, isso é uma movimentação que não está acontecendo somente na Intel, já que ainda nesta semana o Cloudflare anunciou seu próprio programa de caça-bugs, com recompensas de até US$ 3 mil (cerca de R$ 16 mil na cotação atual).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: