Blogs de Finanças

  • A presidente Dilma Rousseff enviou ao Congresso Nacional a Medida Provisória (MP) 690, que simplifica a aplicação de impostos sobre bebidas quentes e revoga benefícios tributários para eletroeletrônicos, previstos no Programa de Inclusão Digital. Na prática, as medidas resultarão em um aumento de impostos que renderá ao governo R$ 7,7 bilhões extras. A MP foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. A MP passará a valer a partir de dezembro, com efeitos na arrecadação em 2016.

    Leia mais notícias sobre impostos >

    Segundo o coordenador-geral de Tributação da Receita Federal, Fernando Mombelli, a retirada dos benefícios tributários para computadores, smartphones, notebooks, tablets, smartphones, modens e roteadores deverá gerar, a partir de 2016, arrecadação adicional de R$ 6,7 bilhões, já que as alíquotas da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins retornam aos patamares normais em dezembro de 2015.

    “(Esses produtos) tinham alíquota zero para dar acesso à população de baixa

    Leia mais »from Computadores e bebidas pagarão mais imposto; arrecadação extra será de R$ 7,7 bilhões
  • O que os bancos estão recomendando para seus clientes endinheirados nestes tempos de crise política e econômica? O diretor do BNP Paribas Wealth Management Brasil Mauro Rached Rached faz uma lista das melhores alternativas para o investidor. Ele acredita, por exemplo, que os multimercados ainda podem dar alegrias aos investidores, diante de um cenário de instabilidade que cria oportunidades para os gestores nos mercados de câmbio e juros ou mesmo no exterior. “Os brasileiros estão subalocados em multimercados, podem ter uma parte aplicada neles, para diversificar”.

    Leia mais notícias sobre dólar >

    Prefixados, prêmio na queda da inflação

    Os títulos indexados à inflação, como as NTN-B do Tesouro Nacional vendidas pelo Tesouro Direto, têm um prêmio bom em suas taxas de mais de 7% ao ano acima da inflação do IPCA . Mas os prefixados estão com uma oportunidade melhor, com risco e retorno mais atraente.

    Olhando a economia brasileira, a inflação e o PIB, Rached acha que o BC não deve segurar os

    Leia mais »from O que os privates do BNP Paribas e do Itaú recomendam aos endinheirados na crise
  • O jurista, ex-deputado e um dos fundadores do PT Hélio Bicudo protocolou ontem, na Câmara dos Deputados, um pedido de abertura de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. No segundo mandato do governo, foram protocolados, até hoje, 21 pedidos de impeachment. Desses, nove foram arquivados pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), sendo quatro em fevereiro e cinco recentemente. Doze pedidos, incluindo o de Hélio Bicudo, estão atualmente em análise.

    O jurista foi um dos símbolos da resistência à ditadura militar e da defesa dos direitos humanos. Combateu e ajudou a acabar com o Esquadrão da Morte, grupo de policiais ligado aos organismos de repressão que executava suspeitos, e participou ativamente do processo de redemocratização do país.

    Leia outras notícias sobre impeachment >

    No documento, o procurador aposentado, de 93 anos, reuniu cópias de pareceres, representações e acórdãos e reportagens. “Os fatos são de conhecimento notório, de forma que os denunciantes

    Leia mais »from Um dos fundadores do PT, jurista Hélio Bicudo entra com pedido de impeachment de Dilma
  • O vice-presidente Michel Temer afirmou hoje que as notícias de que o Executivo entregará o projeto de lei orçamentária de 2016 com a previsão de déficit mostram transparência absoluta do governo. “Não há maquiagem nas contas”, disse Temer durante um evento na capital paulista.

    Segundo Temer, o governo abandonou a ideia do retorno da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), cuja reativação foi discutida “de última hora”, e “muitas vozes” se levantaram contra. “Precisamos preparar o ambiente, ou teremos derrotas fragorosas no Congresso”, declarou. “O que a sociedade não aplaude é o retorno repentino da CPMF”, afirmou.

    Leia mais notícias sobre política >

    Temer falou também sobre a possibilidade de aumento de impostos. “Não vamos pensar em uma carga tributária mais elevada”, disse ele. Após a declaração, o vice-presidente foi aplaudido pela plateia, formada principalmente por empresários. “Vou levar esse aplauso para o (ministro da Fazenda, Joaquim) Levy e para o

    Leia mais »from Orçamento com déficit mostra que não há maquiagem nas contas, diz Temer
  • O presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Veículos (Anfavea), Luiz Moan, disse hoje que para superar a crise econômica atual é preciso ter primeiro “visão de futuro” e depois, de “médio e curto prazos”. Segundo ele, para o futuro, seria necessário considerar que o Brasil ainda tem uma taxa de motorização baixa, quando comparada à de outros países, o que significa um potencial alto de crescimento.

    “Acredito que, a partir do segundo semestre do ano que vem, o país retomará o nível de crescimento mais alto e sustentável. A crise de pessimismo é um crime contra o país e, se deixarmos nos envolver, vamos desenvolvendo o mal-estar e o clima de pessimismo. A sugestão da Anfavea é a de que o núcleo que envolve o setor automotivo tenha reuniões periódicas, para dar continuidade a um trabalho que não funcione só nas crises”, afirmou.

    Leia mais notícias sobre setor automotivo >

    Para o presidente da Associação Brasileira de Consórcios (Abac), Paulo Roberto Rossi, um dos desafios para o

    Leia mais »from Crise de pessimismo é crime contra o país, defende presidente da Anfavea
  • O índice da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que mede a confiança do comércio teve queda de 4,1% de julho para agosto, divulgou hoje o Instituto Brasileiro de Economia (Ibre). O recuo mensal foi o quarto seguido e reduziu o indicador ao menor patamar da série histórica, iniciada em março de 2010.

    Segundo a FGV, a percepção dos empresários sobre o momento atual da economia foi o principal fator que puxou para baixo o Índice de Confiança do Comércio (Icom). O grau de satisfação com a demanda, medido pelo Índice da Situação Atual, teve queda de 12,1%, atingindo o menor nível da série.

    Por outro lado, o Índice de Expectativas teve um resultado positivo após dois meses de queda. O percentual subiu 0,4% em agosto, após perdas de 4,6% em julho e 1% em junho. Esse resultado foi obtido com um aumento do otimismo em relação à situação dos negócios nos próximos seis meses, que cresceu 1,8%.

    As informações são da Agência Brasil.

    Leia mais »from Fique de Olho: governo prevê déficit fiscal para 2016, mercado estima recessão maior, cai confiança do comércio
  • Uma mensagem falsa postada no Facebook induz os internautas a procurar informações no site da Receita Federal, mas, na verdade, trata-se de mais uma das artimanhas de criminosos para instalar programas maliciosos no computador da vítima. O texto desperta a curiosidade, pois diz que o nome da pessoa “está aparecendo na lista de inscrições da malha fina”.

    A tela apresentada no Facebook mistura um link verdadeiro da Receita Federal e um falso, que baixa um programa para o computador dos desavisados. Por segurança, o Fisco alerta que os programas, como o gerador do Imposto de Renda, por exemplo, devem ser obtidos diretamente na página da RFB na internet. No caso do programa que é disponibilizado na mensagem falsa, um olhar mais atento permite verificar que o servidor de aplicativos não é o da Receita Federal (como na linha tracejada em vermelho).

    Leia mais notícias sobre a Receita Federal >

    Embora tenha um perfil oficial no Facebook , a Receita tem deixado claro que não se trata de um canal

    Leia mais »from Golpistas usam falsa mensagem da Receita no Facebook para roubar dados de usuários
  • Apostando numa tendência de estabilidade para o setor bancário, apesar do ambiente desafiador, a corretora do Deutsche Bank recomendou em relatório “compra” das ações do Itaú Unibanco, “venda” dos papéis do Santander e “manter” para Banco do Brasil e Bradesco.

    Segundo relatório do Deutsche, dados do Banco Central (BC) sobre o sistema de crédito em julho mostraram um crescimento estável dos empréstimos, uma qualidade mais fraca dos ativos nos segmentos público e privado, além de um aumento dos “spreads” de crédito, ou seja, da diferença entre a taxa de captação do empréstimo pelo banco e a taxa cobrada por ele no mercado.

    Leia mais notícias sobre investimentos >

    No caso do Itaú, os principais riscos apontados pela corretora são: deterioração da qualidade dos ativos, um crescimento lento dos empréstimos, o que poderia pressionar a geração de receita, e potenciais aquisições, que poderiam causar uma diluição das ações, dependendo do acordo.

    Apesar da indicação de “venda” para Santander, o

    Leia mais »from Deutsche Bank recomenda compra de ações do Itaú e venda dos papéis do Santander
  • O setor público consolidado – governos federal, estaduais e municipais e empresas estatais – registrou déficit primário de R$ 10,019 bilhões, em julho, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (28). Foi o pior resultado registrado em julho, na série histórica iniciada em dezembro de 2001. No mesmo mês de 2014, houve déficit primário de R$ 4,715 bilhões.

    Nos sete meses do ano, o setor público registra superávit primário de R$ 6,205 bilhões. Em 12 meses encerrados em julho, o setor público registrou déficit primário de R$ 50,996 bilhões, o que corresponde a 0,89% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

    Leia mais notícias sobre o ajuste fiscal >

    O superávit primário, economia de recursos para pagar os juros da dívida pública, ajuda a conter o endividamento do governo, em médio e longo prazos. Mas as dificuldades em cortar gastos e em aumentar as receitas fizeram a equipe econômica reduzir para R$ 8,747 bilhões, 0,15% do Produto

    Leia mais »from Déficit do setor público é de R$ 10 bi em julho, maior desde 2001 para o mês
  • Perdeu o emprego? O que fazer com as dívidas

    O aumento do desemprego neste ano vem com um fator que agrava a situação das famílias: o alto endividamento. Incentivadas a consumir e tomar empréstimos nos últimos anos, muitas famílias já vivem no limite da renda, que foi reduzida pela inflação. E o desemprego pode piorar ainda mais o cenário.

    A expectativa é que a inadimplência aumente nos próximos meses, diz Godofredo Barros, sócio da Ipanema Credit Management, empresa especializada na compra de créditos vencidos de bancos e cobrança. Ele faz algumas sugestões para quem perder o emprego e tiver dívidas, para evitar um prejuízo ainda maior. “Nessas horas, a empresa de cobrança também tem de ter a consciência de que é preciso paciência, pois o devedor não tem como pagar se não tem fonte de renda”, diz.

    A primeira sugestão de Barros para quem perdeu o emprego é entender as dívidas que a família tem, qual o valor total, o tipo de empréstimo e o custo de cada um. Não se deve esquecer de dívidas que ficam fora do banco, como o cartão de

    Leia mais »from Perdeu o emprego? O que fazer com as dívidas

Paginação

(50 histórias)