Update privacy choices
Finanças

Conta de luz deve ficar mais cara em breve; entenda por quê

Yahoo Finanças
(Pixabay)

A conta de luz vai pesar mais no bolso do brasileiro nos próximos meses. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta semana o aumento do orçamento da Conta de Desenvolvimento Energético, que chega a R$ 20,5 bilhões, um aporte de R$ 1,94 bilhão. O valor, que supera os R$ 1,44 bilhão estimados antes.

O montante sofreu alterações por conta do aumento dos subsídios das distribuidoras de energia nas regiões Norte e Nordeste, que ainda não foram privatizadas, além de uma provisão para um possível corte de energia de Roraima, estado que tem parte de seu fornecimento vindo da Venezuela.

Entenda

O aumento da Conta de Desenvolvimento Energético se traduz em um aumento das tarifas pagas pelo consumidor. Isso porque ela é utilizada para cobrir gastos com programas de universalização de energia, de subsídios nas contas de famílias com baixa renda e de geração de energia de sistemas isolados.

Desde 2014, o consumidor brasileiro já pagou mais de R$ 70 bilhões em subsídios na conta de luz.

Quanto vai aumentar?

Clientes de distribuidoras no Centro-Oeste, Sudeste e Sul terão um aumento de 1,6% e suas contas, enquanto somente as empresas do Norte e Nordeste terão reajuste de 0,31%. O valor passa a ser cobrado a partir dos reajustes anuais das distribuidoras. Caso eles já tenham acontecido nesse ano, a cobrança será iniciada no ano que vem.

Reações

Leia também